Recuperação da frequência cardíaca após diferentes protocolos de treino em circuito: relação com a variabilidade da frequência cardíaca de repouso em mulheres pós-menopausadas fisicamente ativas

Recuperação da frequência cardíaca após diferentes protocolos de treino em circuito: relação com a variabilidade da frequência cardíaca de repouso em mulheres pós-menopausadas fisicamente ativas

Autor: Marca: Dialética Referência: 9786525244105

Carregando...
Simulador de Frete
- Calcular frete


 

Descrição

A menopausa é marcada por alterações fisiológicas hemodinâmicas e metabólicas na mulher. No entanto, são os efeitos da deficiência estrogênica em longo prazo que mais preocupam, pois podem levar a comprometimentos importantes, como as doenças cardiovasculares. A terapia de reposição estrogênica é uma forma de amenizar as consequências da deficiência hormonal, e o exercício físico contribui significativamente para a redução do risco cardiovascular, particularmente na função autonômica cardíaca. A investigação da magnitude da recuperação da frequência cardíaca (FC) pós-exercício é uma forma de avaliar a integridade autonômica cardiovascular. O objetivo do presente estudo foi de avaliar o efeito de três diferentes tipos de treino em circuito sobre a reativação vagal plena em mulheres pós-menopáusicas sem e com reposição hormonal. Foram estudadas 14 mulheres fisicamente ativas, com 57,7±1,7 anos de idade distribuídas em 2 grupos: sem reposição (GSR, n=09) e com reposição hormonal (GCR, n=05). Todos os grupos realizaram um circuito aeróbio com intensidade de 60-70% da FC máxima, circuito resistido com intensidade de 60% da carga voluntária máxima e um circuito combinando o aeróbio e o resistido com intensidade de 60-70%. Foram avaliados a FC e a variabilidade da FC (VFC) em repouso e após os diferentes tipos de circuito e a reativação vagal plena. Foi utilizado o teste ANOVA de um fator para medidas repetidas. O nível de significância foi de 5%.



Características

  • Ano: 2022
  • Autor: Alessandro José da Rocha
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786525244105
  • Nº de Páginas: 112


Comentários e Avaliações

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

A menopausa é marcada por alterações fisiológicas hemodinâmicas e metabólicas na mulher. No entanto, são os efeitos da deficiência estrogênica em longo prazo que mais preocupam, pois podem levar a comprometimentos importantes, como as doenças cardiovasculares. A terapia de reposição estrogênica é uma forma de amenizar as consequências da deficiência hormonal, e o exercício físico contribui significativamente para a redução do risco cardiovascular, particularmente na função autonômica cardíaca. A investigação da magnitude da recuperação da frequência cardíaca (FC) pós-exercício é uma forma de avaliar a integridade autonômica cardiovascular. O objetivo do presente estudo foi de avaliar o efeito de três diferentes tipos de treino em circuito sobre a reativação vagal plena em mulheres pós-menopáusicas sem e com reposição hormonal. Foram estudadas 14 mulheres fisicamente ativas, com 57,7±1,7 anos de idade distribuídas em 2 grupos: sem reposição (GSR, n=09) e com reposição hormonal (GCR, n=05). Todos os grupos realizaram um circuito aeróbio com intensidade de 60-70% da FC máxima, circuito resistido com intensidade de 60% da carga voluntária máxima e um circuito combinando o aeróbio e o resistido com intensidade de 60-70%. Foram avaliados a FC e a variabilidade da FC (VFC) em repouso e após os diferentes tipos de circuito e a reativação vagal plena. Foi utilizado o teste ANOVA de um fator para medidas repetidas. O nível de significância foi de 5%.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.
  • Ano: 2022
  • Autor: Alessandro José da Rocha
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786525244105
  • Nº de Páginas: 112


Receba nossas promoções por e-mail: