A atuação de psicólogos/as no cultivo de espaços coletivos no Judiciário: uma conversa com eira e à beira com pais e mães em disputa de guarda

A atuação de psicólogos/as no cultivo de espaços coletivos no Judiciário: uma conversa com eira e à beira com pais e mães em disputa de guarda

Autor: Marca: Dialética Referência: 9786525219592

Carregando...
Simulador de Frete
- Calcular frete


 

Descrição

O fundamento que norteia a perícia psicológica está correlacionado a formas jurídicas advindas do jogo processual, da produção de provas e das noções de verdade e conflito forjadas no Judiciário. Adentrar esse campo com os saberes da Psicologia continua sendo um desafio no encontro com os modos de operar do Direito, pois comparecem ações de judicialização da vida, regime de condutas, julgamento, criminalização e punição. Esse livro traz relatos de uma pesquisa que aponta caminhos para as famílias em situação de disputa de guarda, corroborando para que pais e mães sejam protagonistas de seus processos de vida e construam redes de solidariedade que permitam maior autonomia, não transferindo necessariamente para a instância jurídica a decisão acerca da lide que vivenciam. A pesquisa trouxe como possibilidade a criação de espaços coletivos no Judiciário, por meio da experimentação de dispositivos grupais: oficinas de parentalidade e rodas de conversa. A conversa surge como metodologia de pesquisa-trabalho por meio de encontros com pais e mães que estão em processo de guarda no Juizado de Família, de modo que a criação de uma rede comunicacional seja a porta de entrada e saída para demandas que estavam perpassadas apenas por ações individualizantes. Através de um grupelho heterogêneo e plural, por lateralidade e movimentos cogestivos, houve compartilhamento de experiências e a análise de questões pertinentes para os participantes, ampliando também demandas coletivas e sociais.



Características

  • Ano: 2022
  • Autor: Yara Nascimento de Aguiar
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786525219592
  • Nº de Páginas: 156


Comentários e Avaliações

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

O fundamento que norteia a perícia psicológica está correlacionado a formas jurídicas advindas do jogo processual, da produção de provas e das noções de verdade e conflito forjadas no Judiciário. Adentrar esse campo com os saberes da Psicologia continua sendo um desafio no encontro com os modos de operar do Direito, pois comparecem ações de judicialização da vida, regime de condutas, julgamento, criminalização e punição. Esse livro traz relatos de uma pesquisa que aponta caminhos para as famílias em situação de disputa de guarda, corroborando para que pais e mães sejam protagonistas de seus processos de vida e construam redes de solidariedade que permitam maior autonomia, não transferindo necessariamente para a instância jurídica a decisão acerca da lide que vivenciam. A pesquisa trouxe como possibilidade a criação de espaços coletivos no Judiciário, por meio da experimentação de dispositivos grupais: oficinas de parentalidade e rodas de conversa. A conversa surge como metodologia de pesquisa-trabalho por meio de encontros com pais e mães que estão em processo de guarda no Juizado de Família, de modo que a criação de uma rede comunicacional seja a porta de entrada e saída para demandas que estavam perpassadas apenas por ações individualizantes. Através de um grupelho heterogêneo e plural, por lateralidade e movimentos cogestivos, houve compartilhamento de experiências e a análise de questões pertinentes para os participantes, ampliando também demandas coletivas e sociais.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.
  • Ano: 2022
  • Autor: Yara Nascimento de Aguiar
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786525219592
  • Nº de Páginas: 156


Receba nossas promoções por e-mail: