A hora do acidente do trabalho

A hora do acidente do trabalho

Autor: Marca: Dial騁ica Refer麩cia: 9786558770312

Carregando...
Simulador de Frete
- Calcular frete


 

Descri鈬o

As polticas de sade e seguran軋 do trabalhador dependem da correta identifica鈬o dos momentos da jornada de trabalho em que os acidentes mais acontecem para que possam antecipar eventos ou, quando isto n縊 for possvel, aprimorar a organiza鈬o do trabalho para que n縊 haja a repeti鈬o do fato. Embora n縊 existam provas em dados oficiais, estabeleceu-se um consenso na doutrina e na jurisprud麩cia de que os acidentes de trabalho s縊 mais frequentes nas faixas de hor疵ios em que o trabalhador est a realizar horas extraordin疵ias. Os acidentes se d縊 com maior recorr麩cia nesses momentos mesmo? Esta foi a principal pergunta que subsidiou a tese. Aps o tratamento doutrin疵io de questes relacionadas sade e seguran軋 biopsicossocial e organizacional, tratadas como um processo e n縊 como um estado ideal, utpico e afastado do "ch縊 de f畸rica", depois da compreens縊 jurdica do instituto jurdico das horas extraordin疵ias e mesmo aps demonstrar que acidentes tpicos e doen軋s, inclusive mentais, est縊 intimamente relacionados quest縊 dos dias e hor疵ios e trabalho, foram identificadas as propor鋏es de ocorr麩cias de acidentes de trabalho tpicos no interstcio de janeiro de 2007 a agosto de 2016, a partir de alguns cen疵ios reais e hipot騁icos. Foram utilizados os dados oficiais do Minist駻io da Sade (SINAN-DATASUS) e analisados os nmeros da regi縊 metropolitana de S縊 Paulo. Concluiu-se que o ndice de acidentes, em compara鈬o com as demais faixas de hor疵ios da dura鈬o normal da jornada, elevou-se fortemente na primeira hora extraordin疵ia. Sob cen疵ios de concesses de intervalos para refei鋏es e descansos, os percentuais de ocorr麩cias acident疵ias da nona hora de trabalho se equipararam aos nmeros encontrados na segunda, terceira e quarta horas de trabalho no dia. As pausas para descansos ao longo das jornadas mitigam os riscos de acidentes na faixa das horas extras. As an疝ises estatsticas demonstraram a fidedignidade das concluses. Em raz縊 disso, considerando que na maioria dos cen疵ios a "hora do acidente do trabalho" se d de maneira mais frequente na primeira hora extraordin疵ia, props-se, al駑 do aumento das pausas de descanso intrajornadas, a proibi鈬o mais forte da realiza鈬o do trabalho para al駑 de oito horas di疵ias. Em cen疵io ideal seria aconselh疱el n縊 somente a proibi鈬o, mas a prpria supress縊 da pr疸ica. O conhecimento dos fundamentos deste estudo, al駑 de contribuir para o melhor equacionamento da organiza鈬o do trabalho e, o que mais desej疱el, para a mitiga鈬o dos problemas oriundos deste estado de coisas, poder subsidiar teses mais elaboradas de responsabiliza鈬o civil do tomador dos servi輟s.


Caractersticas

  • Ano: 2020
  • Autor: ALEXANDRE ALLIPRANDINO MEDEIROS
  • Selo: Dial騁ica
  • ISBN: 9786558770312
  • Nコ de P疊inas: 540


Coment疵ios e Avalia鋏es

Deixe seu comentário e sua avalia鈬o







- M痊imo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avalia鈬o:
Enviar
Fa軋 seu login e comente.
As polticas de sade e seguran軋 do trabalhador dependem da correta identifica鈬o dos momentos da jornada de trabalho em que os acidentes mais acontecem para que possam antecipar eventos ou, quando isto n縊 for possvel, aprimorar a organiza鈬o do trabalho para que n縊 haja a repeti鈬o do fato. Embora n縊 existam provas em dados oficiais, estabeleceu-se um consenso na doutrina e na jurisprud麩cia de que os acidentes de trabalho s縊 mais frequentes nas faixas de hor疵ios em que o trabalhador est a realizar horas extraordin疵ias. Os acidentes se d縊 com maior recorr麩cia nesses momentos mesmo? Esta foi a principal pergunta que subsidiou a tese. Aps o tratamento doutrin疵io de questes relacionadas sade e seguran軋 biopsicossocial e organizacional, tratadas como um processo e n縊 como um estado ideal, utpico e afastado do "ch縊 de f畸rica", depois da compreens縊 jurdica do instituto jurdico das horas extraordin疵ias e mesmo aps demonstrar que acidentes tpicos e doen軋s, inclusive mentais, est縊 intimamente relacionados quest縊 dos dias e hor疵ios e trabalho, foram identificadas as propor鋏es de ocorr麩cias de acidentes de trabalho tpicos no interstcio de janeiro de 2007 a agosto de 2016, a partir de alguns cen疵ios reais e hipot騁icos. Foram utilizados os dados oficiais do Minist駻io da Sade (SINAN-DATASUS) e analisados os nmeros da regi縊 metropolitana de S縊 Paulo. Concluiu-se que o ndice de acidentes, em compara鈬o com as demais faixas de hor疵ios da dura鈬o normal da jornada, elevou-se fortemente na primeira hora extraordin疵ia. Sob cen疵ios de concesses de intervalos para refei鋏es e descansos, os percentuais de ocorr麩cias acident疵ias da nona hora de trabalho se equipararam aos nmeros encontrados na segunda, terceira e quarta horas de trabalho no dia. As pausas para descansos ao longo das jornadas mitigam os riscos de acidentes na faixa das horas extras. As an疝ises estatsticas demonstraram a fidedignidade das concluses. Em raz縊 disso, considerando que na maioria dos cen疵ios a "hora do acidente do trabalho" se d de maneira mais frequente na primeira hora extraordin疵ia, props-se, al駑 do aumento das pausas de descanso intrajornadas, a proibi鈬o mais forte da realiza鈬o do trabalho para al駑 de oito horas di疵ias. Em cen疵io ideal seria aconselh疱el n縊 somente a proibi鈬o, mas a prpria supress縊 da pr疸ica. O conhecimento dos fundamentos deste estudo, al駑 de contribuir para o melhor equacionamento da organiza鈬o do trabalho e, o que mais desej疱el, para a mitiga鈬o dos problemas oriundos deste estado de coisas, poder subsidiar teses mais elaboradas de responsabiliza鈬o civil do tomador dos servi輟s.

Deixe seu comentário e sua avalia鈬o







- M痊imo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avalia鈬o:
Enviar
Fa軋 seu login e comente.
  • Ano: 2020
  • Autor: ALEXANDRE ALLIPRANDINO MEDEIROS
  • Selo: Dial騁ica
  • ISBN: 9786558770312
  • Nコ de P疊inas: 540


Receba nossas promo鋏es por e-mail: