A Revolta que n縊 Houve: Adhemar de Barros e a Articula鈬o contra o Golpe Civil-Militar (1964-66)

A Revolta que n縊 Houve: Adhemar de Barros e a Articula鈬o contra o Golpe Civil-Militar (1964-66)

Autor: Marca: Dial騁ica Refer麩cia: 9786527013204

Carregando...
Simulador de Frete
- Calcular frete


 

Descri鈬o

Em 1コ de abril de 1964, derrubado o presidente constitucional da repblica Jo縊 Goulart, consolidando o Golpe Civil-Militar, depois de uma Crise de Hegemonia. No entanto, o novo perodo n縊 foi de tranquilidade poltica, havendo tanto contesta鋏es e tentativas de revolta por grupos de oposi鈬o quanto disputas entre os grupos polticos no poder, que ficaram polarizados entre os "moderados" e os "duros" para definir qual seria o projeto hegemnico dirigiria o Bloco Histrico. De incio, muitos participantes e apoiadores do golpe acreditavam que os militares logo devolveriam o poder aos civis. Mas com a prorroga鈬o do mandato do General Castelo Branco e a consequente cassa鈬o de expoentes histricos civis que apoiaram o golpe, como Juscelino Kubitschek, outras lideran軋s come軋ram a perceber que um grupo dos militares procurava se hegemonizar no poder e estava conquistando espa輟, com projeto poltico prprio. O Governador de S縊 Paulo, Adhemar de Barros, entendeu que seria o prximo poltico a ser cassado. Face impopularidade do regime devido crise econmica, ele se alia a v疵ios grupos polticos descontentes distintos, entre os quais a esquerda nacionalista e ligada ao PCB, e a militares descontentes, como o General Amaury Kruel, entre outros, articulando-se com ele frente de um contragolpe. No entanto a revolta n縊 aconteceu, e Adhemar de Barros teve o mandato de governador cassado e os direitos polticos suspensos por dez anos, terminando "A Revolta que n縊 Houve".



Caractersticas

  • Ano: 2024
  • Autor: Carlos Henrique dos Santos Ruiz
  • Selo: Dial騁ica
  • ISBN: 9786527013204
  • Nコ de P疊inas: 172
  • Capa: Flexvel


Coment疵ios e Avalia鋏es

Deixe seu comentário e sua avalia鈬o







- M痊imo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avalia鈬o:
Enviar
Fa軋 seu login e comente.

Em 1コ de abril de 1964, derrubado o presidente constitucional da repblica Jo縊 Goulart, consolidando o Golpe Civil-Militar, depois de uma Crise de Hegemonia. No entanto, o novo perodo n縊 foi de tranquilidade poltica, havendo tanto contesta鋏es e tentativas de revolta por grupos de oposi鈬o quanto disputas entre os grupos polticos no poder, que ficaram polarizados entre os "moderados" e os "duros" para definir qual seria o projeto hegemnico dirigiria o Bloco Histrico. De incio, muitos participantes e apoiadores do golpe acreditavam que os militares logo devolveriam o poder aos civis. Mas com a prorroga鈬o do mandato do General Castelo Branco e a consequente cassa鈬o de expoentes histricos civis que apoiaram o golpe, como Juscelino Kubitschek, outras lideran軋s come軋ram a perceber que um grupo dos militares procurava se hegemonizar no poder e estava conquistando espa輟, com projeto poltico prprio. O Governador de S縊 Paulo, Adhemar de Barros, entendeu que seria o prximo poltico a ser cassado. Face impopularidade do regime devido crise econmica, ele se alia a v疵ios grupos polticos descontentes distintos, entre os quais a esquerda nacionalista e ligada ao PCB, e a militares descontentes, como o General Amaury Kruel, entre outros, articulando-se com ele frente de um contragolpe. No entanto a revolta n縊 aconteceu, e Adhemar de Barros teve o mandato de governador cassado e os direitos polticos suspensos por dez anos, terminando "A Revolta que n縊 Houve".

Deixe seu comentário e sua avalia鈬o







- M痊imo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avalia鈬o:
Enviar
Fa軋 seu login e comente.
  • Ano: 2024
  • Autor: Carlos Henrique dos Santos Ruiz
  • Selo: Dial騁ica
  • ISBN: 9786527013204
  • Nコ de P疊inas: 172
  • Capa: Flexvel


Receba nossas promo鋏es por e-mail: