Africadas [tS] e [dZ] no portugu黌 sergipano

Africadas [tS] e [dZ] no portugu黌 sergipano

Autor: Marca: Dial騁ica Refer麩cia: 9786558770336

Carregando...
Simulador de Frete
- Calcular frete


 

Descri鈬o

Neste livro, descrevemos a gram疸ica das realiza鋏es africadas alveopalatais [tS] e [dZ] no portugu黌 falado por sergipanos com idade igual ou acima de 60 anos: nessa variedade do portugu黌, as realiza鋏es africadas [tS] e [dZ] est縊 restritas a alguns itens lexicais de natureza onomatopaica e antroponmica e a contextos em que o aproximante palatal adjacente [j] de ditongo dos tipos vogal+[j] e [j]+vogal esperado. Nosso tratamento quantitativo (estatstico/probabilstico) com o software R demonstrou que, embora em varia鈬o com suas contrapartes oclusivas (dento)alveolares plenas [t] e [d] e africada alveolar [ts] nos referidos contextos de ditongo, as africadas alvopalatais ([tS] e [dZ]) s縊 quase categricas, predominando em 94% dos dados da nossa pesquisa. Evid麩cias acsticas apontam uma correla鈬o sistem疸ica entre monotonga鈬o ou o apagamento do aproximante palatal [j] adjacente (precedente ou seguinte) dos decursos vogal+[j] e [j]+vogal – e as realiza鋏es africadas alveopalatais ([tS] e [dZ]). Constatamos que, tanto nos itens lexicais de natureza onomatopaica e antroponmica quanto nos contextos em que o aproximante palatal [j] apagado da superfcie, as africadas [tS] e [dZ] t麥 potencialidades contrastivas (fon麥icas/fonolgicas) no l騙ico dessa variedade. A partir dessas constata鋏es, levantamos a hiptese de que essas restri鋏es fazem parte de uma gram疸ica das africadas ([tS] e [dZ]) que tem a propriedade de preservar o l騙ico. A regra generalizante dessa gram疸ica pode, pois, ser deduzida nos seguintes termos: as realiza鋏es africadas alveopalatais [tS] e [dZ] se restringem a alguns itens lexicais de natureza onomatopaica e antroponmica e a contextos nos quais o gatilho ([j]) que dispara a regra (africa鈬o) da qual [tS] e [dZ] resultam pode ser apagado logo em seguida. タ luz da Fonologia Autossegmental, tal como documentada em Goldsmith (1995), nos itens lexicais em que o gatilho ([j]) do processo do qual resulta n縊 figura na adjac麩cia, estamos interpretando a realiza鈬o [tS] como africada plena e, por conseguinte, “segmento de contorno” ([tS]); j em contextos em que o aproximante palatal [j] de ditongo (incluindo aqueles que podem ocorrer por inser鈬o (ep麩tese) desse aproximante palatal [j]) dos tipos vogal+[j] e [j]+vogal esperado, entendemos que essas realiza鋏es africadas podem ser interpretados como “segmentos complexos” ([tJ] e [dJ]) ou “de contorno” ([tS] e [dZ]), resultantes de um nico processo – espraiamento bidirecional de tra輟s do aproximante palatal [j] esperado – que gera uma articula鈬o [palatal] menor/secund疵ia ([J]) ou um segmento fon騁ico fricativo [palatal] ([S] ou [Z]) intruso. Nos termos da Fon騁ica Articulatria (BARBOSA; MADUREIRA, 2015), essa interpreta鈬o compatvel com coarticula鈬o preservatria ou antecipatria de tra輟s do aproximante [j]. タ luz da Fon騁ica Acstica – tal como documentada em Ladefoged e Maddieson (1996), Ladefoged (2001), Ladefoged e Johnson (2011), Barbosa e Madureira (2015) e Kent e Read (2015) trata-se de um segmento em duas fases (oclus縊 e fric鈬o) sucessivas. Com os recursos do software PRAAT, testamos nossa hiptese de a intera鈬o do apagamento do aproximante palatal [j] com a africa鈬o alveopalatal de /t/ e /d/ coincidir com um alongamento compensatrio dos segmentos africados [tS] e [dZ] adjacentes. Conclumos que as restri鋏es dessa gram疸ica se justificam pela correla鈬o do tra輟 [palatal] do aproximante [j] com [tS] e [dZ] e pelas potencialidades contrastivas (fon麥icas/fonolgicas) destas africadas na variedade do portugu黌 falado pelos sergipanos idosos. O produto final desta tese d as dimenses qualitativa e quantitativa pesquisa que lhe d ensejo.

Palavras-chave: Africada (Fon騁ica). Fonologia. Fala. Idosos. Sergipe



Caractersticas

  • Ano: 2021
  • Autor: ANTヤNIO FノLIX DE SOUZA NETO
  • Selo: Dial騁ica
  • ISBN: 9786558770336
  • Nコ de P疊inas: 336


Coment疵ios e Avalia鋏es

Deixe seu comentário e sua avalia鈬o







- M痊imo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avalia鈬o:
Enviar
Fa軋 seu login e comente.

Neste livro, descrevemos a gram疸ica das realiza鋏es africadas alveopalatais [tS] e [dZ] no portugu黌 falado por sergipanos com idade igual ou acima de 60 anos: nessa variedade do portugu黌, as realiza鋏es africadas [tS] e [dZ] est縊 restritas a alguns itens lexicais de natureza onomatopaica e antroponmica e a contextos em que o aproximante palatal adjacente [j] de ditongo dos tipos vogal+[j] e [j]+vogal esperado. Nosso tratamento quantitativo (estatstico/probabilstico) com o software R demonstrou que, embora em varia鈬o com suas contrapartes oclusivas (dento)alveolares plenas [t] e [d] e africada alveolar [ts] nos referidos contextos de ditongo, as africadas alvopalatais ([tS] e [dZ]) s縊 quase categricas, predominando em 94% dos dados da nossa pesquisa. Evid麩cias acsticas apontam uma correla鈬o sistem疸ica entre monotonga鈬o ou o apagamento do aproximante palatal [j] adjacente (precedente ou seguinte) dos decursos vogal+[j] e [j]+vogal – e as realiza鋏es africadas alveopalatais ([tS] e [dZ]). Constatamos que, tanto nos itens lexicais de natureza onomatopaica e antroponmica quanto nos contextos em que o aproximante palatal [j] apagado da superfcie, as africadas [tS] e [dZ] t麥 potencialidades contrastivas (fon麥icas/fonolgicas) no l騙ico dessa variedade. A partir dessas constata鋏es, levantamos a hiptese de que essas restri鋏es fazem parte de uma gram疸ica das africadas ([tS] e [dZ]) que tem a propriedade de preservar o l騙ico. A regra generalizante dessa gram疸ica pode, pois, ser deduzida nos seguintes termos: as realiza鋏es africadas alveopalatais [tS] e [dZ] se restringem a alguns itens lexicais de natureza onomatopaica e antroponmica e a contextos nos quais o gatilho ([j]) que dispara a regra (africa鈬o) da qual [tS] e [dZ] resultam pode ser apagado logo em seguida. タ luz da Fonologia Autossegmental, tal como documentada em Goldsmith (1995), nos itens lexicais em que o gatilho ([j]) do processo do qual resulta n縊 figura na adjac麩cia, estamos interpretando a realiza鈬o [tS] como africada plena e, por conseguinte, “segmento de contorno” ([tS]); j em contextos em que o aproximante palatal [j] de ditongo (incluindo aqueles que podem ocorrer por inser鈬o (ep麩tese) desse aproximante palatal [j]) dos tipos vogal+[j] e [j]+vogal esperado, entendemos que essas realiza鋏es africadas podem ser interpretados como “segmentos complexos” ([tJ] e [dJ]) ou “de contorno” ([tS] e [dZ]), resultantes de um nico processo – espraiamento bidirecional de tra輟s do aproximante palatal [j] esperado – que gera uma articula鈬o [palatal] menor/secund疵ia ([J]) ou um segmento fon騁ico fricativo [palatal] ([S] ou [Z]) intruso. Nos termos da Fon騁ica Articulatria (BARBOSA; MADUREIRA, 2015), essa interpreta鈬o compatvel com coarticula鈬o preservatria ou antecipatria de tra輟s do aproximante [j]. タ luz da Fon騁ica Acstica – tal como documentada em Ladefoged e Maddieson (1996), Ladefoged (2001), Ladefoged e Johnson (2011), Barbosa e Madureira (2015) e Kent e Read (2015) trata-se de um segmento em duas fases (oclus縊 e fric鈬o) sucessivas. Com os recursos do software PRAAT, testamos nossa hiptese de a intera鈬o do apagamento do aproximante palatal [j] com a africa鈬o alveopalatal de /t/ e /d/ coincidir com um alongamento compensatrio dos segmentos africados [tS] e [dZ] adjacentes. Conclumos que as restri鋏es dessa gram疸ica se justificam pela correla鈬o do tra輟 [palatal] do aproximante [j] com [tS] e [dZ] e pelas potencialidades contrastivas (fon麥icas/fonolgicas) destas africadas na variedade do portugu黌 falado pelos sergipanos idosos. O produto final desta tese d as dimenses qualitativa e quantitativa pesquisa que lhe d ensejo.

Palavras-chave: Africada (Fon騁ica). Fonologia. Fala. Idosos. Sergipe

Deixe seu comentário e sua avalia鈬o







- M痊imo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avalia鈬o:
Enviar
Fa軋 seu login e comente.
  • Ano: 2021
  • Autor: ANTヤNIO FノLIX DE SOUZA NETO
  • Selo: Dial騁ica
  • ISBN: 9786558770336
  • Nコ de P疊inas: 336


Receba nossas promo鋏es por e-mail: