Apropriação de agenda no primeiro período de governo Dilma Rousseff: estratégias e dividendos políticos

Apropriação de agenda no primeiro período de governo Dilma Rousseff: estratégias e dividendos políticos

Autor: Marca: Dialética Referência: 9786525234502

Carregando...
Simulador de Frete
- Calcular frete


 

Descrição

A obra "Apropriação de agenda no primeiro período de governo Dilma Rousseff: estratégias e dividendos políticos" é fruto de pesquisa que visou verificar e compreender a influência do fenômeno da Apropriação de Agenda, pelo qual o Executivo inicia proposta legislativa com conteúdo similar ou correlato às de propostas em trâmite no Poder Legislativo e a utiliza para fazer valer suas preferências. Pressupõe-se a existência de vários graus de apropriação com diversas feições aferidas teórica e empiricamente. A problematização da pesquisa orbita na pressuposição da prática, por parte do chefe do Executivo, de Apropriação de forma estratégica visando aprovar políticas de sua preferência.

Pressupõe-se, ademais, modelo de mapeamento de formação do fenômeno e de que ele influencia o comportamento parlamentar e partidário na arena legislativa. Selecionaram-se casos e efetuou-se a análise de cada um deles sob a perspectiva da teoria neoinstitucionalista e da teoria do poder simbólico de Bourdieu e verificou-se a aquisição de capital político por parte de parlamentares e do próprio Executivo através do fenômeno.

Para descrever estas questões de amplo espectro, utilizou-se método indutivo, com seleção criteriosa e padronizada de dados no universo do Congresso Nacional correspondentes ao primeiro período do governo Dilma (2011-2014). 



Características

  • Ano: 2022
  • Autor: Marcos Ribeiro de Ribeiro
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786525234502
  • Nº de Páginas: 264


Comentários e Avaliações

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

A obra "Apropriação de agenda no primeiro período de governo Dilma Rousseff: estratégias e dividendos políticos" é fruto de pesquisa que visou verificar e compreender a influência do fenômeno da Apropriação de Agenda, pelo qual o Executivo inicia proposta legislativa com conteúdo similar ou correlato às de propostas em trâmite no Poder Legislativo e a utiliza para fazer valer suas preferências. Pressupõe-se a existência de vários graus de apropriação com diversas feições aferidas teórica e empiricamente. A problematização da pesquisa orbita na pressuposição da prática, por parte do chefe do Executivo, de Apropriação de forma estratégica visando aprovar políticas de sua preferência.

Pressupõe-se, ademais, modelo de mapeamento de formação do fenômeno e de que ele influencia o comportamento parlamentar e partidário na arena legislativa. Selecionaram-se casos e efetuou-se a análise de cada um deles sob a perspectiva da teoria neoinstitucionalista e da teoria do poder simbólico de Bourdieu e verificou-se a aquisição de capital político por parte de parlamentares e do próprio Executivo através do fenômeno.

Para descrever estas questões de amplo espectro, utilizou-se método indutivo, com seleção criteriosa e padronizada de dados no universo do Congresso Nacional correspondentes ao primeiro período do governo Dilma (2011-2014). 

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.
  • Ano: 2022
  • Autor: Marcos Ribeiro de Ribeiro
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786525234502
  • Nº de Páginas: 264


Receba nossas promoções por e-mail: