Avatikyry: ritual de batismo do milho Saboró entre os Kaiowa de Panambizinho (Dourados-MS)

Avatikyry: ritual de batismo do milho Saboró entre os Kaiowa de Panambizinho (Dourados-MS)

Autor: Marca: Dialética Referência: 9786525237534

Carregando...
Simulador de Frete
- Calcular frete


 

Descrição

Incorporados a uma forma singular que constitui uma linguagem sociopolítica de resistência, mediatizados por sujeitos históricos, os rituais indígenas implicam em um processo vivo de memória cultural permanente, constituindo assim um poderoso movimento de dinamicidade estrutural e de eficácia simbólica, tal como de unidade política e afirmação de uma condição social perante o grupo envolvido. Entendendo que estas práticas se configuram em uma das principais manifestações sociais, religiosas, entre outras, e que a partir destas podemos caminhar para uma possível reflexão sobre o universo das relações dos sistemas sociais formalizadas entre os membros deste coletivo étnico, pretendo, com o compartilhamento deste trabalho, apresentar uma etnografia centrada no ritual do Avatikyry, significativo ritual realizado pelos índios Kaiowa habitantes da Terra Indígena de Panambizinho (TIP), próxima ao município de Dourados, Estado do Mato Grosso do Sul. Atribuo ao ritual do Avatikyry a primazia de ser um necessário e importante elemento agregador sociopolítico, na atualidade, do coletivo Kaiowa residente na Terra Indígena de Panambizinho; pretendo também demonstrar que a essência e a centralidade do povo Kaiowa ainda reside na vida religiosa e na busca pela "terra sem males", tal como no "bem viver" do seu singular Ñande Reko, demonstrados na preocupação em realizar permanentemente essa cerimônia e celebrar mais uma transição entre tempos e espaços, materialidade e espiritualidade.



Características

  • Ano: 2022
  • Autor: Raul Claudio Lima Falcão
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786525237534
  • Nº de Páginas: 244


Comentários e Avaliações

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Incorporados a uma forma singular que constitui uma linguagem sociopolítica de resistência, mediatizados por sujeitos históricos, os rituais indígenas implicam em um processo vivo de memória cultural permanente, constituindo assim um poderoso movimento de dinamicidade estrutural e de eficácia simbólica, tal como de unidade política e afirmação de uma condição social perante o grupo envolvido. Entendendo que estas práticas se configuram em uma das principais manifestações sociais, religiosas, entre outras, e que a partir destas podemos caminhar para uma possível reflexão sobre o universo das relações dos sistemas sociais formalizadas entre os membros deste coletivo étnico, pretendo, com o compartilhamento deste trabalho, apresentar uma etnografia centrada no ritual do Avatikyry, significativo ritual realizado pelos índios Kaiowa habitantes da Terra Indígena de Panambizinho (TIP), próxima ao município de Dourados, Estado do Mato Grosso do Sul. Atribuo ao ritual do Avatikyry a primazia de ser um necessário e importante elemento agregador sociopolítico, na atualidade, do coletivo Kaiowa residente na Terra Indígena de Panambizinho; pretendo também demonstrar que a essência e a centralidade do povo Kaiowa ainda reside na vida religiosa e na busca pela "terra sem males", tal como no "bem viver" do seu singular Ñande Reko, demonstrados na preocupação em realizar permanentemente essa cerimônia e celebrar mais uma transição entre tempos e espaços, materialidade e espiritualidade.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.
  • Ano: 2022
  • Autor: Raul Claudio Lima Falcão
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786525237534
  • Nº de Páginas: 244


Receba nossas promoções por e-mail: