Clubes sociais de imigrantes em região de fronteira: estudo de caso: Centro Boliviano-Brasileiro 30 de Marzo, em Corumbá/MS - Imigrante

Clubes sociais de imigrantes em região de fronteira: estudo de caso: Centro Boliviano-Brasileiro 30 de Marzo, em Corumbá/MS - Imigrante

Autor: Marca: Dialética Referência: 9786525200132

Carregando...
Simulador de Frete
- Calcular frete


 

Descrição

Este livro abrange a análise da formação histórico-social de Corumbá, MS e a influência dos imigrantes. Em especial, aborda as demandas dos imigrantes bolivianos. Aponta a identificação dos clubes sociais na bacia platina, sob o aspecto histórico. Focalizamos a pesquisa em três países: Argentina, Paraguai e Brasil. Este estudo teve como objetivo geral aplicar e transferir a construção de uma Unidade de Atendimento ao Imigrante Boliviano Indocumentado (UAIBI) ao Núcleo de Estudos de Trabalho e Cidadania de Imigrantes em Fronteira (NETCIF) da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), através de parceria com o Centro Boliviano-Brasileiro 30 de Marzo (CBB) e mediante articulação do Circuito de Apoio ao Imigrante. Dentre os objetivos específicos podemos destacar: I) entender como foram construídas as relações sociais e políticas por parte de imigrantes bolivianos em Corumbá, MS, a partir da criação do CBB e II) compreender o status político e social atual do CBB. Quanto à metodologia, tratou-se de uma investigação descritiva. Adotamos procedimentos específicos para levantamentos de dados em acervos públicos (Núcleo de Documentação Histórica/CPAN/UFMS) e privados (Arquivo do CBB). Procedemos à revisão bibliográfica quanto à temática fronteiriça. O foco principal do estudo foi o CBB, em Corumbá, MS. Discorremos a respeito da fundação, objetivos, atividades realizadas e funcionamento atual do Centro Boliviano-Brasileiro 30 de Marzo. Deste modo, identificamos que o CBB foi criado por um grupo de cambas que possuíam interesses de projeções sociais em Corumbá, MS e, atualmente, trata-se de um espaço abandonado por aquela parcela de bolivianos cruceños. Ademais, mediante uma ação realizada no CBB em 17 de novembro de 2017, sob a coordenação do Prof. Dr. Marco Aurélio Machado de Oliveira, constatamos que não houve procura expressiva por atendimento, por parte dos bolivianos, a respeito da questão documental (direitos e deveres). É ínfimo o interesse na obtenção de tais orientações: dentre as mais de 80 pessoas convidadas, pessoalmente, nas feiras-livres, apenas um boliviano nos procurou nesse dia. Portanto, a implementação e transferência da UAIBI junto ao NETCIF e em parceria com o CBB é, sem dúvida, necessária, pois há muitos bolivianos indocumentados na fronteira Brasil-Bolívia. Todavia, a pesquisa apontou que, no momento, tal proposta não frutifica, por razões variadas, e que é mister contínuas experiências neste sentido. Palavras-chave: Fronteira. Imigrantes. Indocumentados. Centro Boliviano-Brasileiro 30 de Marzo.



Características

  • Ano: 2021
  • Autor: JOYCE FERREIRA DE MELO MARINI
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786525200132
  • Nº de Páginas: 164


Comentários e Avaliações

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Este livro abrange a análise da formação histórico-social de Corumbá, MS e a influência dos imigrantes. Em especial, aborda as demandas dos imigrantes bolivianos. Aponta a identificação dos clubes sociais na bacia platina, sob o aspecto histórico. Focalizamos a pesquisa em três países: Argentina, Paraguai e Brasil. Este estudo teve como objetivo geral aplicar e transferir a construção de uma Unidade de Atendimento ao Imigrante Boliviano Indocumentado (UAIBI) ao Núcleo de Estudos de Trabalho e Cidadania de Imigrantes em Fronteira (NETCIF) da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), através de parceria com o Centro Boliviano-Brasileiro 30 de Marzo (CBB) e mediante articulação do Circuito de Apoio ao Imigrante. Dentre os objetivos específicos podemos destacar: I) entender como foram construídas as relações sociais e políticas por parte de imigrantes bolivianos em Corumbá, MS, a partir da criação do CBB e II) compreender o status político e social atual do CBB. Quanto à metodologia, tratou-se de uma investigação descritiva. Adotamos procedimentos específicos para levantamentos de dados em acervos públicos (Núcleo de Documentação Histórica/CPAN/UFMS) e privados (Arquivo do CBB). Procedemos à revisão bibliográfica quanto à temática fronteiriça. O foco principal do estudo foi o CBB, em Corumbá, MS. Discorremos a respeito da fundação, objetivos, atividades realizadas e funcionamento atual do Centro Boliviano-Brasileiro 30 de Marzo. Deste modo, identificamos que o CBB foi criado por um grupo de cambas que possuíam interesses de projeções sociais em Corumbá, MS e, atualmente, trata-se de um espaço abandonado por aquela parcela de bolivianos cruceños. Ademais, mediante uma ação realizada no CBB em 17 de novembro de 2017, sob a coordenação do Prof. Dr. Marco Aurélio Machado de Oliveira, constatamos que não houve procura expressiva por atendimento, por parte dos bolivianos, a respeito da questão documental (direitos e deveres). É ínfimo o interesse na obtenção de tais orientações: dentre as mais de 80 pessoas convidadas, pessoalmente, nas feiras-livres, apenas um boliviano nos procurou nesse dia. Portanto, a implementação e transferência da UAIBI junto ao NETCIF e em parceria com o CBB é, sem dúvida, necessária, pois há muitos bolivianos indocumentados na fronteira Brasil-Bolívia. Todavia, a pesquisa apontou que, no momento, tal proposta não frutifica, por razões variadas, e que é mister contínuas experiências neste sentido. Palavras-chave: Fronteira. Imigrantes. Indocumentados. Centro Boliviano-Brasileiro 30 de Marzo.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.
  • Ano: 2021
  • Autor: JOYCE FERREIRA DE MELO MARINI
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786525200132
  • Nº de Páginas: 164


Receba nossas promoções por e-mail: