Coinfecção HIV e Hepatite C: prevalência e estagiamento da fibrose hepática numa coorte clínica do Rio de Janeiro

Coinfecção HIV e Hepatite C: prevalência e estagiamento da fibrose hepática numa coorte clínica do Rio de Janeiro

Autor: Marca: Dialética Referência: 9786525247724

Carregando...
Simulador de Frete
- Calcular frete


 

Descrição

A coinfecção por hepatites virais permanece como causa importante de complicações e mortalidade em indivíduos infectados pelo HIV. O objetivo deste trabalho foi avaliar a prevalência e fatores associados à coinfecção pelo vírus da hepatite C (HCV) e presença de fibrose hepática por métodos não invasivos. Foi realizada uma análise transversal retrospectiva avaliando 4443 pacientes infectados pelo HIV acompanhados na coorte do INI/FIOCRUZ entre março de 2012 e novembro de 2016. A prevalência da coinfecção pelo HCV encontrada nesta população foi de 4%. O compartilhamento de agulhas e maior tempo de infecção pelo HIV foram significativamente associados com a infecção pelo HCV. A EHT mediana foi 8,0 (6,6-11,9) kPa e 63% (n=67) apresentavam fibrose significativa. Ausência de resposta virológica sustentada prévia e maior tempo de infecção pelo HCV foram associados com fibrose significativa em modelo ajustado para idade e sexo. A prevalência da fibrose foi menor quando definida por biomarcadores (20%) do que aquela definida pela EHT. Pudemos concluir que 4% dos indivíduos infectados pelo HIV apresentam coinfecção pelo HCV e que 67% dos pacientes coinfectados pelo HIV-HCV apresentam fibrose hepática significativa pela EHT. É necessário melhores estratégias de saúde pública no sentido de garantir maior acesso ao tratamento do HCV para redução da transmissão e da incidência de complicações hepáticas em pacientes infectados pelo HIV.



Características

  • Ano: 2022
  • Autor: Daniel Athayde Junger de Oliveira e Sandra Wagner Cardoso
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786525247724
  • Nº de Páginas: 112


Comentários e Avaliações

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

A coinfecção por hepatites virais permanece como causa importante de complicações e mortalidade em indivíduos infectados pelo HIV. O objetivo deste trabalho foi avaliar a prevalência e fatores associados à coinfecção pelo vírus da hepatite C (HCV) e presença de fibrose hepática por métodos não invasivos. Foi realizada uma análise transversal retrospectiva avaliando 4443 pacientes infectados pelo HIV acompanhados na coorte do INI/FIOCRUZ entre março de 2012 e novembro de 2016. A prevalência da coinfecção pelo HCV encontrada nesta população foi de 4%. O compartilhamento de agulhas e maior tempo de infecção pelo HIV foram significativamente associados com a infecção pelo HCV. A EHT mediana foi 8,0 (6,6-11,9) kPa e 63% (n=67) apresentavam fibrose significativa. Ausência de resposta virológica sustentada prévia e maior tempo de infecção pelo HCV foram associados com fibrose significativa em modelo ajustado para idade e sexo. A prevalência da fibrose foi menor quando definida por biomarcadores (20%) do que aquela definida pela EHT. Pudemos concluir que 4% dos indivíduos infectados pelo HIV apresentam coinfecção pelo HCV e que 67% dos pacientes coinfectados pelo HIV-HCV apresentam fibrose hepática significativa pela EHT. É necessário melhores estratégias de saúde pública no sentido de garantir maior acesso ao tratamento do HCV para redução da transmissão e da incidência de complicações hepáticas em pacientes infectados pelo HIV.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.
  • Ano: 2022
  • Autor: Daniel Athayde Junger de Oliveira e Sandra Wagner Cardoso
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786525247724
  • Nº de Páginas: 112


Receba nossas promoções por e-mail: