Com a palavra, a memória: la Lézarde de Édouard Glissant

Com a palavra, a memória: la Lézarde de Édouard Glissant

Autor: Marca: Dialética Referência: 9786558778745

Carregando...
Simulador de Frete
- Calcular frete


 

Descrição

O presente escrito empreende uma leitura revisionista da construção colonial martinicana, preenchendo as fissuras históricas em análise à ficcionalização de personagens representados e de outros inventados no romance La Lézarde (1997), evidenciando um projeto literário que busca desmistificar heróis, desnaturalizar construções cristalizadas e dar voz às minorias silenciadas pelo discurso histórico oficial acionando elementos do imaginário coletivo. A imagem que aflora desta análise é a de encontros: o rio e o mar ? lugares de travessia ? encontram a terra ? espaço de recepção; os movimentos e as ondas trazem à superfície o que estava nas profundezas, aquilo que era oculto; um desvelamento que traz luz à escuridão e reacende o passado de um povo, um reconhecimento à projeção glissantiana de visibilidades em busca de mediação de histórias, memórias e sentidos, ciente do Caos concernente às relações entre os povos, nas quais tudo implica em impurezas.


Características

  • Ano: 2021
  • Autor: JANAINA DE AZEVEDO BISPO
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786558778745
  • Nº de Páginas: 160


Comentários e Avaliações

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.
O presente escrito empreende uma leitura revisionista da construção colonial martinicana, preenchendo as fissuras históricas em análise à ficcionalização de personagens representados e de outros inventados no romance La Lézarde (1997), evidenciando um projeto literário que busca desmistificar heróis, desnaturalizar construções cristalizadas e dar voz às minorias silenciadas pelo discurso histórico oficial acionando elementos do imaginário coletivo. A imagem que aflora desta análise é a de encontros: o rio e o mar ? lugares de travessia ? encontram a terra ? espaço de recepção; os movimentos e as ondas trazem à superfície o que estava nas profundezas, aquilo que era oculto; um desvelamento que traz luz à escuridão e reacende o passado de um povo, um reconhecimento à projeção glissantiana de visibilidades em busca de mediação de histórias, memórias e sentidos, ciente do Caos concernente às relações entre os povos, nas quais tudo implica em impurezas.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.
  • Ano: 2021
  • Autor: JANAINA DE AZEVEDO BISPO
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786558778745
  • Nº de Páginas: 160


Receba nossas promoções por e-mail: