Em briga de marido e mulher n縊 se mete a colher?: um estudo sobre viol麩cia de g麩ero em jornais do Maranh縊

Em briga de marido e mulher n縊 se mete a colher?: um estudo sobre viol麩cia de g麩ero em jornais do Maranh縊

Autor: Marca: Dial騁ica Refer麩cia: 9786525222615

Carregando...
Simulador de Frete
- Calcular frete


 

Descri鈬o

Percebendo que os jornais impressos se configuram como tecnologias que constroem o g麩ero, analiso as notcias apresentadas no Jornal Pequeno e em O Estado do Maranh縊 nos anos de 2015 a 2017 sobre casos de viol麩cia entre casais heterossexuais que mant麥 e/ou mantiveram rela鋏es afetivas/amorosas, como discursos que, associados a outras configura鋏es de saber, classificam os/as sujeitos/as, distribuem suas posi鋏es sociais, regulam os gestos e limitam as rela鋏es, (re)produzindo as diferen軋s bin疵ias que naturalizam a viol麩cia. Deste modo, apoiando-me na analtica foucaultiana que se centra na quest縊 da produ鈬o social de discursos, objetivo, com esta obra, compreender as representa鋏es de g麩ero constitudas nas notcias sobre viol麩cia destacadas nos jornais impressos maranhenses, a fim de perceber quais discursos se tornam constantes em sua constru鈬o e como essa concep鈬o apresentada em cada peridico. Apoio minhas an疝ises em autores/as que trabalham com a perspectiva ps-estruturalista como Jacques Derrida (1971), Judith Butler (2017) e Michel Foucault (2013) para problematizar formas generalizadas e essencialistas que impossibilitam entender a complexidade das rela鋏es sociais de g麩ero.



Caractersticas

  • Ano: 2022
  • Autor: Geysa Fernandes Ribeiro
  • Selo: Dial騁ica
  • ISBN: 9786525222615
  • Nコ de P疊inas: 180


Coment疵ios e Avalia鋏es

Deixe seu comentário e sua avalia鈬o







- M痊imo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avalia鈬o:
Enviar
Fa軋 seu login e comente.

Percebendo que os jornais impressos se configuram como tecnologias que constroem o g麩ero, analiso as notcias apresentadas no Jornal Pequeno e em O Estado do Maranh縊 nos anos de 2015 a 2017 sobre casos de viol麩cia entre casais heterossexuais que mant麥 e/ou mantiveram rela鋏es afetivas/amorosas, como discursos que, associados a outras configura鋏es de saber, classificam os/as sujeitos/as, distribuem suas posi鋏es sociais, regulam os gestos e limitam as rela鋏es, (re)produzindo as diferen軋s bin疵ias que naturalizam a viol麩cia. Deste modo, apoiando-me na analtica foucaultiana que se centra na quest縊 da produ鈬o social de discursos, objetivo, com esta obra, compreender as representa鋏es de g麩ero constitudas nas notcias sobre viol麩cia destacadas nos jornais impressos maranhenses, a fim de perceber quais discursos se tornam constantes em sua constru鈬o e como essa concep鈬o apresentada em cada peridico. Apoio minhas an疝ises em autores/as que trabalham com a perspectiva ps-estruturalista como Jacques Derrida (1971), Judith Butler (2017) e Michel Foucault (2013) para problematizar formas generalizadas e essencialistas que impossibilitam entender a complexidade das rela鋏es sociais de g麩ero.

Deixe seu comentário e sua avalia鈬o







- M痊imo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avalia鈬o:
Enviar
Fa軋 seu login e comente.
  • Ano: 2022
  • Autor: Geysa Fernandes Ribeiro
  • Selo: Dial騁ica
  • ISBN: 9786525222615
  • Nコ de P疊inas: 180


Receba nossas promo鋏es por e-mail: