Gangorra: violência, criminalidade, marginalidade e nova estratégia de segurança pública

Gangorra: violência, criminalidade, marginalidade e nova estratégia de segurança pública

Autor: Marca: Dialética Referência: 9786525231334

Carregando...
Simulador de Frete
- Calcular frete


 

Descrição

Balizado por conceitos de estratégia e tática, apresenta-se a "lista fria" das Matrizes Táticas da Nova Política de Segurança Pública (NESP) do Ceará implantada em 2019, repassa-se críticas a sua denominação, conceito, desenho institucional, responsabilização de atores e conjugação de ações táticas não representativos de uma política permanente de "Estado" com doutrina, organograma e plano tático normatizados. Os resultados da gestão da Segurança Pública cearense alcançaram o clímax de Instabilidade Infraestrutural e o limiar nas variáveis eficiência técnica e fatores aleatórios da Fronteira Estocástica de Produção. Tal "gangorra" de índices, espacialidades, custos e discursos da Segurança Pública evidencia um "voo de galinha" com marketing de méritos próprios dos gestores quando Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) e Crimes Violentos Patrimoniais (CVP) são reduzidos em dado período ("síndrome do pavão"), e falta de explicações ou culpabilização das causas exógenas dos dirigentes quando tais números aumentam em outros anos ("complexo de avestruz"). Somente os "processos históricos pensados" da Gestão de Excelência podem gerar resultados não oscilantes numa política pública setorial. Não existem atalhos para "mudança de realidade" na Segurança Pública do Ceará e da maioria dos estados brasileiros. 



Características

  • Ano: 2022
  • Autor: Laécio Noronha Xavier
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786525231334
  • Nº de Páginas: 396


Comentários e Avaliações

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Balizado por conceitos de estratégia e tática, apresenta-se a "lista fria" das Matrizes Táticas da Nova Política de Segurança Pública (NESP) do Ceará implantada em 2019, repassa-se críticas a sua denominação, conceito, desenho institucional, responsabilização de atores e conjugação de ações táticas não representativos de uma política permanente de "Estado" com doutrina, organograma e plano tático normatizados. Os resultados da gestão da Segurança Pública cearense alcançaram o clímax de Instabilidade Infraestrutural e o limiar nas variáveis eficiência técnica e fatores aleatórios da Fronteira Estocástica de Produção. Tal "gangorra" de índices, espacialidades, custos e discursos da Segurança Pública evidencia um "voo de galinha" com marketing de méritos próprios dos gestores quando Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) e Crimes Violentos Patrimoniais (CVP) são reduzidos em dado período ("síndrome do pavão"), e falta de explicações ou culpabilização das causas exógenas dos dirigentes quando tais números aumentam em outros anos ("complexo de avestruz"). Somente os "processos históricos pensados" da Gestão de Excelência podem gerar resultados não oscilantes numa política pública setorial. Não existem atalhos para "mudança de realidade" na Segurança Pública do Ceará e da maioria dos estados brasileiros. 

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.
  • Ano: 2022
  • Autor: Laécio Noronha Xavier
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786525231334
  • Nº de Páginas: 396


Receba nossas promoções por e-mail: