Guerra e natureza humana: o paralelo entre Hobbes e Tucídides

Guerra e natureza humana: o paralelo entre Hobbes e Tucídides

Autor: Marca: Dialética Referência: 9786525227795

Carregando...
Simulador de Frete
- Calcular frete


 

Descrição

O livro é uma genealogia conceitual de dois autores do realismo político clássico, Tucídides e Thomas Hobbes, tratando-se da recepção das noções de Tucídides, presentes em sua obra História da Guerra do Peloponeso, pelo pensamento político de Thomas Hobbes. Aborda os conceitos de guerra, natureza humana e das facções, apresentadas originalmente pelo autor da antiguidade, e como suas reflexões foram desenvolvidas pela filosofia política moderna de Hobbes. A abordagem ocorre pelo método arqueológico - genealógico de Nietzsche e Foucault, na reconstituição dos conceitos na história das ideias políticas. É uma adaptação da dissertação de mestrado em ciência política. Visa contribuir para a reflexão teórica sobre a natureza dos conflitos violentos entre grupos humanos, suas causas gerais e suas tendências. Assim, não se trata apenas de um exercício de erudição sobre as guerras no mundo antigo ou na Europa do século XVII, e sim da reflexão teórica das causas gerais da guerra, que afligem a humanidade até os dias atuais. A dicotomia entre natureza e artifício, civilização e barbárie, discurso e ação, liberdade e coerção, passado e presente, política e religião, atravessa a reflexão dos autores e seus questionamentos ainda relevantes na atualidade.



Características

  • Ano: 2022
  • Autor: Luís Felipe Blanco
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786525227795
  • Nº de Páginas: 292


Comentários e Avaliações

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

O livro é uma genealogia conceitual de dois autores do realismo político clássico, Tucídides e Thomas Hobbes, tratando-se da recepção das noções de Tucídides, presentes em sua obra História da Guerra do Peloponeso, pelo pensamento político de Thomas Hobbes. Aborda os conceitos de guerra, natureza humana e das facções, apresentadas originalmente pelo autor da antiguidade, e como suas reflexões foram desenvolvidas pela filosofia política moderna de Hobbes. A abordagem ocorre pelo método arqueológico - genealógico de Nietzsche e Foucault, na reconstituição dos conceitos na história das ideias políticas. É uma adaptação da dissertação de mestrado em ciência política. Visa contribuir para a reflexão teórica sobre a natureza dos conflitos violentos entre grupos humanos, suas causas gerais e suas tendências. Assim, não se trata apenas de um exercício de erudição sobre as guerras no mundo antigo ou na Europa do século XVII, e sim da reflexão teórica das causas gerais da guerra, que afligem a humanidade até os dias atuais. A dicotomia entre natureza e artifício, civilização e barbárie, discurso e ação, liberdade e coerção, passado e presente, política e religião, atravessa a reflexão dos autores e seus questionamentos ainda relevantes na atualidade.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.
  • Ano: 2022
  • Autor: Luís Felipe Blanco
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786525227795
  • Nº de Páginas: 292


Receba nossas promoções por e-mail: