Manifestações do medo em Boa Vista/RR: a crise migratória Venezuelana

Manifestações do medo em Boa Vista/RR: a crise migratória Venezuelana

Autor: Marca: Dialética Referência: 9786559564958

Carregando...
Simulador de Frete
- Calcular frete


 

Descrição

O medo é o objeto central de nossa pesquisa. Em um primeiro momento, no desenvolvimento da pesquisa, foi delimitado o conceito de Controle Social, identificando as funções ocultas do Direito Penal. Dando continuidade aos alicerces do que propunha a investigar, foram abordados os processos de violência social contra o excluído, descrevendo as estruturas de poder e a geografia da cidade como instrumentos de preservação da lógica dessa exclusão. As crises migratórias ao longo da história da civilização ocidental sempre foram momentos de tensão social nos locais de destino daqueles que, pelos mais diversos motivos, eram supérfluos em seus territórios de origem, não sendo diferente a característica vivenciada pela cidade de Boa Vista/RR nos três últimos anos, quando recebeu algo em torno de 60.000 (sessenta mil) venezuelanos fugindo da crise humanitária no país fronteiriço. Com uma população local (até então) de cerca de 320.000 (trezentos e vinte mil) habitantes, a cidade experimentou em seu cotidiano uma significativa alteração, sendo esse o cenário fértil para a construção do discurso do medo. A dissertação lançou mão de uma consulta a formadores de opinião (acadêmicos e professores do curso de Direito) para mensurar o quanto desse cenário de medo era real. A compilação do resultado dessas entrevistas confirmou a hipótese do início da pesquisa, uma sensação de insegurança muito além do que a realidade aponta. A conclusão busca indicar a formatação de estratégias de manipulação do medo.

Palavras-chave: Controle Social. Medo. Políticas Públicas. Xenofobia. Imigração Venezuelana.



Características

  • Ano: 2021
  • Autor: LEONARDO PARADELA FERREIRA
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786559564958
  • Nº de Páginas: 112


Comentários e Avaliações

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

O medo é o objeto central de nossa pesquisa. Em um primeiro momento, no desenvolvimento da pesquisa, foi delimitado o conceito de Controle Social, identificando as funções ocultas do Direito Penal. Dando continuidade aos alicerces do que propunha a investigar, foram abordados os processos de violência social contra o excluído, descrevendo as estruturas de poder e a geografia da cidade como instrumentos de preservação da lógica dessa exclusão. As crises migratórias ao longo da história da civilização ocidental sempre foram momentos de tensão social nos locais de destino daqueles que, pelos mais diversos motivos, eram supérfluos em seus territórios de origem, não sendo diferente a característica vivenciada pela cidade de Boa Vista/RR nos três últimos anos, quando recebeu algo em torno de 60.000 (sessenta mil) venezuelanos fugindo da crise humanitária no país fronteiriço. Com uma população local (até então) de cerca de 320.000 (trezentos e vinte mil) habitantes, a cidade experimentou em seu cotidiano uma significativa alteração, sendo esse o cenário fértil para a construção do discurso do medo. A dissertação lançou mão de uma consulta a formadores de opinião (acadêmicos e professores do curso de Direito) para mensurar o quanto desse cenário de medo era real. A compilação do resultado dessas entrevistas confirmou a hipótese do início da pesquisa, uma sensação de insegurança muito além do que a realidade aponta. A conclusão busca indicar a formatação de estratégias de manipulação do medo.

Palavras-chave: Controle Social. Medo. Políticas Públicas. Xenofobia. Imigração Venezuelana.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.
  • Ano: 2021
  • Autor: LEONARDO PARADELA FERREIRA
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786559564958
  • Nº de Páginas: 112


Receba nossas promoções por e-mail: