Máscaras da morte e do eterno: as indagações metafísicas de Mario Quintana

Máscaras da morte e do eterno: as indagações metafísicas de Mario Quintana

Autor: Marca: Dialética Referência: 9786525204895

Carregando...
Simulador de Frete
- Calcular frete


 

Descrição

Neste livro, apresenta-se a poesia metafísica de Mario Quintana, inscrevendo-o entre os poetas metafísicos brasileiros do século XX, como Vinícius de Moraes, Murilo Mendes, Cecília Meireles, Adélia Prado etc., os quais, além de contemporâneos do poeta gaúcho, são representativos dos estados sensíveis da alma na busca pelo saber. A partir da recorrência dos temas transcendentes amplamente oferecidos na sua Poesia completa, evidencia-se uma linha de pensamento a respeito da significância da vida e da morte, da imortalidade da alma e de Deus, que acentua a reação irônica e bem-humorada do poeta ao confrontar-se com o incognoscível, traços característicos dos artistas deste século, os quais revelam um certo desconforto e perplexidade diante dos horrores das duas grandes guerras. Nesse sentido, Quintana reflete sobre a real existência de um Ser Absoluto e de outras realidades para além do mundo sensível; sobre as máscaras que a humanidade veste no Eterno ao longo da História; sobre a imortalidade da alma e sobre a vida de além-túmulo. Nesse ato singular de contemplação, o poeta adota uma postura inquiritiva, na tentativa de compreender os enigmas existenciais. Ao fazê-lo, eterniza, pela palavra, as suas indagações metafísicas, que são também as do leitor.



Características

  • Ano: 2021
  • Autor: Ângela Maria Garcia dos Santos Silva
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786525204895
  • Nº de Páginas: 148


Comentários e Avaliações

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Neste livro, apresenta-se a poesia metafísica de Mario Quintana, inscrevendo-o entre os poetas metafísicos brasileiros do século XX, como Vinícius de Moraes, Murilo Mendes, Cecília Meireles, Adélia Prado etc., os quais, além de contemporâneos do poeta gaúcho, são representativos dos estados sensíveis da alma na busca pelo saber. A partir da recorrência dos temas transcendentes amplamente oferecidos na sua Poesia completa, evidencia-se uma linha de pensamento a respeito da significância da vida e da morte, da imortalidade da alma e de Deus, que acentua a reação irônica e bem-humorada do poeta ao confrontar-se com o incognoscível, traços característicos dos artistas deste século, os quais revelam um certo desconforto e perplexidade diante dos horrores das duas grandes guerras. Nesse sentido, Quintana reflete sobre a real existência de um Ser Absoluto e de outras realidades para além do mundo sensível; sobre as máscaras que a humanidade veste no Eterno ao longo da História; sobre a imortalidade da alma e sobre a vida de além-túmulo. Nesse ato singular de contemplação, o poeta adota uma postura inquiritiva, na tentativa de compreender os enigmas existenciais. Ao fazê-lo, eterniza, pela palavra, as suas indagações metafísicas, que são também as do leitor.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.
  • Ano: 2021
  • Autor: Ângela Maria Garcia dos Santos Silva
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786525204895
  • Nº de Páginas: 148


Receba nossas promoções por e-mail: