Micropolítica da abolição: diálogos entre a crítica feminista e o abolicionismo penal

Micropolítica da abolição: diálogos entre a crítica feminista e o abolicionismo penal

Autor: Marca: Dialética Referência: 9786559561926

Carregando...
Simulador de Frete
- Calcular frete


 

Descrição

Qual seria o papel do desejo na formação da sociedade punitiva? E qual seria a questão subjetiva de fundo na formação do sistema de justiça criminal? É possível ser abolicionista penal sem ser feminista?

Nesta obra profundamente interdisciplinar, são costurados temas de criminologia, teoria feminista, literatura e filosofia que, mais do que responderem a estas perguntas, recolocam a questão criminal de uma outra forma, propondo questões que trazem à superfície reflexões que costumam ficar de fora do debate acadêmico.

Partindo da obra Três guinéus, de Virginia Woolf, a autora Sabrina Lasevitch traça as relações entre patriarcado e guerra, em um primeiro momento; entre guerra e sistema penal, em seguida; e, finalmente, localiza no coração do patriarcado uma das matrizes produtoras do desejo de punir.

Esta é, evidentemente, uma leitura do sistema de justiça criminal feita a partir de um prisma pouco usual, que Deleuze e Guattari chamaram de micropolítica do desejo. Fruto de uma intensa pesquisa de mestrado, o livro, apesar de apresentar uma densa e rigorosa construção teórica, é costurado por uma escrita fluida, didática e, por vezes, poética, o que confere uma agradável suavidade à sua leitura.

Assim, Micropolítica da abolição convida suas leitoras e seus leitores a experimentarem uma forma diferente de pensar o abolicionismo penal, colocando o devir-mulher no centro da questão e forçando o pensamento jurídico a um necessário salto de desterritorialização.



Características

  • Ano: 2021
  • Autor: SABRINA LASEVITCH MENEZES
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786559561926
  • Nº de Páginas: 188


Comentários e Avaliações

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Qual seria o papel do desejo na formação da sociedade punitiva? E qual seria a questão subjetiva de fundo na formação do sistema de justiça criminal? É possível ser abolicionista penal sem ser feminista?

Nesta obra profundamente interdisciplinar, são costurados temas de criminologia, teoria feminista, literatura e filosofia que, mais do que responderem a estas perguntas, recolocam a questão criminal de uma outra forma, propondo questões que trazem à superfície reflexões que costumam ficar de fora do debate acadêmico.

Partindo da obra Três guinéus, de Virginia Woolf, a autora Sabrina Lasevitch traça as relações entre patriarcado e guerra, em um primeiro momento; entre guerra e sistema penal, em seguida; e, finalmente, localiza no coração do patriarcado uma das matrizes produtoras do desejo de punir.

Esta é, evidentemente, uma leitura do sistema de justiça criminal feita a partir de um prisma pouco usual, que Deleuze e Guattari chamaram de micropolítica do desejo. Fruto de uma intensa pesquisa de mestrado, o livro, apesar de apresentar uma densa e rigorosa construção teórica, é costurado por uma escrita fluida, didática e, por vezes, poética, o que confere uma agradável suavidade à sua leitura.

Assim, Micropolítica da abolição convida suas leitoras e seus leitores a experimentarem uma forma diferente de pensar o abolicionismo penal, colocando o devir-mulher no centro da questão e forçando o pensamento jurídico a um necessário salto de desterritorialização.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.
  • Ano: 2021
  • Autor: SABRINA LASEVITCH MENEZES
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786559561926
  • Nº de Páginas: 188


Receba nossas promoções por e-mail: