Notícias e narrativas a contrapelo sobre um lugar e um não-lugar: Inhotim: 1856-2013

Notícias e narrativas a contrapelo sobre um lugar e um não-lugar: Inhotim: 1856-2013

Autor: Marca: Dialética Referência: 9786525257563

Carregando...
Simulador de Frete
- Calcular frete


 

Descrição

Este livro é o resultado de pesquisa realizada pelo autor com o objetivo de analisar e compreender o nascimento, a constituição, o desenvolvimento e o fim da comunidade do Inhotim, situada na zona rural de Brumadinho durante o período de 1856 a 2013, quando, a partir de 2002, foi implantado o Inhotim Museu de Arte Contemporânea no mesmo território, provocando a passagem de um lugar em um não-lugar. Essa situação foi retratada através de inúmeras reportagens publicadas nas mídias locais, que tiveram como fontes principais os moradores dessa antiga comunidade, fazendo com que suas memórias sobre o lugar saíssem de um contexto comunal e ganhassem novas expressões no espaço público local indicando, simultaneamente, de que maneiras essas situações selaram os seus destinos e em que condições o museu foi instalado no mesmo território. Essas situações foram aqui reconstruídas também com base em inúmeros depoimentos orais, documentais ou imagéticos cedidos informal e espontaneamente pelos moradores e ex-moradores da comunidade ao autor e que, depois de publicados nas mídias locais, se transformaram em um precioso registro público tanto sobre a história e o desaparecimento da comunidade quanto sobre a emergência do museu no mesmo território.



Características

  • Ano: 2022
  • Autor: Valdir de Castro Oliveira
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786525257563
  • Nº de Páginas: 476


Comentários e Avaliações

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Este livro é o resultado de pesquisa realizada pelo autor com o objetivo de analisar e compreender o nascimento, a constituição, o desenvolvimento e o fim da comunidade do Inhotim, situada na zona rural de Brumadinho durante o período de 1856 a 2013, quando, a partir de 2002, foi implantado o Inhotim Museu de Arte Contemporânea no mesmo território, provocando a passagem de um lugar em um não-lugar. Essa situação foi retratada através de inúmeras reportagens publicadas nas mídias locais, que tiveram como fontes principais os moradores dessa antiga comunidade, fazendo com que suas memórias sobre o lugar saíssem de um contexto comunal e ganhassem novas expressões no espaço público local indicando, simultaneamente, de que maneiras essas situações selaram os seus destinos e em que condições o museu foi instalado no mesmo território. Essas situações foram aqui reconstruídas também com base em inúmeros depoimentos orais, documentais ou imagéticos cedidos informal e espontaneamente pelos moradores e ex-moradores da comunidade ao autor e que, depois de publicados nas mídias locais, se transformaram em um precioso registro público tanto sobre a história e o desaparecimento da comunidade quanto sobre a emergência do museu no mesmo território.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.
  • Ano: 2022
  • Autor: Valdir de Castro Oliveira
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786525257563
  • Nº de Páginas: 476


Receba nossas promoções por e-mail: