O desemprego e as políticas de emprego, trabalho e renda no Brasil contemporâneo

O desemprego e as políticas de emprego, trabalho e renda no Brasil contemporâneo

Autor: Marca: Dialética Referência: 9786525249995

Carregando...
Simulador de Frete
- Calcular frete


 

Descrição

Este livro trata sobre o fenômeno do desemprego como um dos problemas mais drásticos da história da humanidade e formas de seu enfrentamento via políticas de emprego, trabalho e renda. O desafio de encontrar respostas ao fenômeno do desemprego via políticas sociais tornou-se central nos limites da sociabilidade capitalista, pois, com o aprofundamento da crise estrutural do capital, o desemprego tornou-se um problema de difícil administração, dada a sua abrangência mundial. Como diz Mészáros (2002), o desemprego tornou-se crônico, um dos limites estruturais do sistema do capital. Com a severidade desse fenômeno, políticas de emprego e renda são acionadas e redimensionadas sob a administração do Estado, ocorrendo o investimento em práticas empreendedoras e no trabalho por conta própria. Esta realidade se apresenta como uma das novas tendências em resposta ao desemprego. No caso brasileiro, uma das determinações da Organização Internacional do Trabalho (OIT), o investimento nas políticas foi bem assimilado pela economia e logrou reduzir os índices do desemprego e diminuir a pobreza. Atualmente essas políticas estão voltadas para a criação e promoção de um tipo de trabalho que não se restringe ao emprego formal, mas se estende a diferentes tipos de ocupações e atividades empreendedoras que legitimam o trabalho precário conforme as necessidades do mercado flexibilizado e tecnológico.



Características

  • Ano: 2022
  • Autor: Angélica Luiza Silva Bezerra
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786525249995
  • Nº de Páginas: 244
  • Capa: Flexível


Comentários e Avaliações

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Este livro trata sobre o fenômeno do desemprego como um dos problemas mais drásticos da história da humanidade e formas de seu enfrentamento via políticas de emprego, trabalho e renda. O desafio de encontrar respostas ao fenômeno do desemprego via políticas sociais tornou-se central nos limites da sociabilidade capitalista, pois, com o aprofundamento da crise estrutural do capital, o desemprego tornou-se um problema de difícil administração, dada a sua abrangência mundial. Como diz Mészáros (2002), o desemprego tornou-se crônico, um dos limites estruturais do sistema do capital. Com a severidade desse fenômeno, políticas de emprego e renda são acionadas e redimensionadas sob a administração do Estado, ocorrendo o investimento em práticas empreendedoras e no trabalho por conta própria. Esta realidade se apresenta como uma das novas tendências em resposta ao desemprego. No caso brasileiro, uma das determinações da Organização Internacional do Trabalho (OIT), o investimento nas políticas foi bem assimilado pela economia e logrou reduzir os índices do desemprego e diminuir a pobreza. Atualmente essas políticas estão voltadas para a criação e promoção de um tipo de trabalho que não se restringe ao emprego formal, mas se estende a diferentes tipos de ocupações e atividades empreendedoras que legitimam o trabalho precário conforme as necessidades do mercado flexibilizado e tecnológico.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.
  • Ano: 2022
  • Autor: Angélica Luiza Silva Bezerra
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786525249995
  • Nº de Páginas: 244
  • Capa: Flexível


Receba nossas promoções por e-mail: