O jogo ficcional entre o real e o imagin疵io: a guerra em A Rosa do Povo e Poesia Liberdade

O jogo ficcional entre o real e o imagin疵io: a guerra em A Rosa do Povo e Poesia Liberdade

Autor: Marca: Dial騁ica Refer麩cia: 9786525262031

Carregando...
Simulador de Frete
- Calcular frete


 

Descri鈬o

Como um gesto de contraposi鈬o aos esquecimentos do destino da humanidade, que a vida, ofere軋mos, sempre, poesia. As obras A rosa do povo (1945), de Carlos Drummond de Andrade, e Poesia liberdade (1947), de Murilo Mendes, encerram, em si, a sensibilidade e, por ela, instigam o leitor a se envolver na complexidade que os poetas imprimem em seus versos e na reflex縊 sobre os fatos reais que s縊 transfigurados pela linguagem po騁ica.
O autor traz superfcie a condi鈬o humana imposta pela terrvel a鈬o da Segunda Guerra Mundial, lembrando-nos que a literatura brasileira daquela 駱oca n縊 ficou indiferente barb疵ie. Ao analisar os poemas, al駑 de investigar o lugar ocupado pelos autores no Modernismo, possibilita a visibilidade da tens縊 produzida pelos seus textos, a qual surge do embate entre o local e o geral, o particular e o universal, cruzando o empenho dos poetas para construir reflexes sobre a humanidade e seu destino no embate com a destrui鈬o que a guerra provoca.

Por meio desse estudo, adentramos o mundo das ideias contempor穗eas sobre o significado da estrutura e das tem疸icas dos textos po騁icos, tomando-os como construtos est騁icos que s縊. Assim, a lrica moderna nacional, que se tornou objeto da pesquisa, luz das teorias de Iser, Candido, Merquior e demais estudiosos da literatura, interpretada na sua capacidade de expressar as posi鋏es dos poetas sobre o real da guerra e os efeitos que ela produz no ser humano e, consequentemente, na sociedade.



Caractersticas

  • Ano: 2022
  • Autor: Tiago Miguel Stieven
  • Selo: Dial騁ica
  • ISBN: 9786525262031
  • Nコ de P疊inas: 92


Coment疵ios e Avalia鋏es

Deixe seu comentário e sua avalia鈬o







- M痊imo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avalia鈬o:
Enviar
Fa軋 seu login e comente.

Como um gesto de contraposi鈬o aos esquecimentos do destino da humanidade, que a vida, ofere軋mos, sempre, poesia. As obras A rosa do povo (1945), de Carlos Drummond de Andrade, e Poesia liberdade (1947), de Murilo Mendes, encerram, em si, a sensibilidade e, por ela, instigam o leitor a se envolver na complexidade que os poetas imprimem em seus versos e na reflex縊 sobre os fatos reais que s縊 transfigurados pela linguagem po騁ica.
O autor traz superfcie a condi鈬o humana imposta pela terrvel a鈬o da Segunda Guerra Mundial, lembrando-nos que a literatura brasileira daquela 駱oca n縊 ficou indiferente barb疵ie. Ao analisar os poemas, al駑 de investigar o lugar ocupado pelos autores no Modernismo, possibilita a visibilidade da tens縊 produzida pelos seus textos, a qual surge do embate entre o local e o geral, o particular e o universal, cruzando o empenho dos poetas para construir reflexes sobre a humanidade e seu destino no embate com a destrui鈬o que a guerra provoca.

Por meio desse estudo, adentramos o mundo das ideias contempor穗eas sobre o significado da estrutura e das tem疸icas dos textos po騁icos, tomando-os como construtos est騁icos que s縊. Assim, a lrica moderna nacional, que se tornou objeto da pesquisa, luz das teorias de Iser, Candido, Merquior e demais estudiosos da literatura, interpretada na sua capacidade de expressar as posi鋏es dos poetas sobre o real da guerra e os efeitos que ela produz no ser humano e, consequentemente, na sociedade.

Deixe seu comentário e sua avalia鈬o







- M痊imo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avalia鈬o:
Enviar
Fa軋 seu login e comente.
  • Ano: 2022
  • Autor: Tiago Miguel Stieven
  • Selo: Dial騁ica
  • ISBN: 9786525262031
  • Nコ de P疊inas: 92


Receba nossas promo鋏es por e-mail: