O Paciente de Quarta-feira: as contribuições de Wilhelm Stekel à Psicanálise

O Paciente de Quarta-feira: as contribuições de Wilhelm Stekel à Psicanálise

Autor: Marca: Dialética Referência: 9786525240732

Carregando...
Simulador de Frete
- Calcular frete


 

Descrição

O Paciente de Quarta-feira: as contribuições de Wilhelm Stekel à Psicanálise é uma excelente contribuição para os estudos da história, da teoria e da técnica psicanalíticas no Brasil. Não custa insistir que investigar os personagens que fizeram parte da constituição da Psicanálise, ao lado do incontestável inaugurador que foi Sigmund Freud, é uma experiência que carrega as emoções próprias das descobertas, das ilusões, das desilusões, dos encantos e dos desencantos de uma grande aventura. O livro rigoroso e vibrante de Marina Bialer nos apresenta a vida e a obra de Wilhelm Stekel, um dos quatro membros fundadores da primeira Sociedade construída em torno do projeto freudiano. Criticado, controverso e polêmico, foi o segundo dissidente (depois de Adler) da história da psicanálise e até o final da vida buscou o reconhecimento de Freud. De origem judaica, Stekel foi um médico que nasceu em 1868 e terminou sua vida em 1940, já em exílio londrino, suicidando-se em um quarto de hotel. O gran finale parece acompanhar, em muitos sentidos, os encantos e os desencantos desse grande autor com a vida e com a psicanálise. Terapeuta reconhecido por seu papel na ampliação das indicações da psicanálise como forma de tratamento, embora também tenha tido contribuição fundamental nas transformações da técnica psicanalítica, é pouco valorizado e lido pelos psicanalistas contemporâneos. Trata-se de um livro de leitura imprescindível, não só para os amantes da Psicanálise. (Nelson Coelho Jr)



Características

  • Ano: 2022
  • Autor: Marina Bialer
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786525240732
  • Nº de Páginas: 224


Comentários e Avaliações

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

O Paciente de Quarta-feira: as contribuições de Wilhelm Stekel à Psicanálise é uma excelente contribuição para os estudos da história, da teoria e da técnica psicanalíticas no Brasil. Não custa insistir que investigar os personagens que fizeram parte da constituição da Psicanálise, ao lado do incontestável inaugurador que foi Sigmund Freud, é uma experiência que carrega as emoções próprias das descobertas, das ilusões, das desilusões, dos encantos e dos desencantos de uma grande aventura. O livro rigoroso e vibrante de Marina Bialer nos apresenta a vida e a obra de Wilhelm Stekel, um dos quatro membros fundadores da primeira Sociedade construída em torno do projeto freudiano. Criticado, controverso e polêmico, foi o segundo dissidente (depois de Adler) da história da psicanálise e até o final da vida buscou o reconhecimento de Freud. De origem judaica, Stekel foi um médico que nasceu em 1868 e terminou sua vida em 1940, já em exílio londrino, suicidando-se em um quarto de hotel. O gran finale parece acompanhar, em muitos sentidos, os encantos e os desencantos desse grande autor com a vida e com a psicanálise. Terapeuta reconhecido por seu papel na ampliação das indicações da psicanálise como forma de tratamento, embora também tenha tido contribuição fundamental nas transformações da técnica psicanalítica, é pouco valorizado e lido pelos psicanalistas contemporâneos. Trata-se de um livro de leitura imprescindível, não só para os amantes da Psicanálise. (Nelson Coelho Jr)

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.
  • Ano: 2022
  • Autor: Marina Bialer
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786525240732
  • Nº de Páginas: 224


Receba nossas promoções por e-mail: