O sil麩cio da morte: as vertentes do sil麩cio no contexto de UTI

O sil麩cio da morte: as vertentes do sil麩cio no contexto de UTI

Autor: Marca: Dial騁ica Refer麩cia: 9786525215075

Carregando...
Simulador de Frete
- Calcular frete


 

Descri鈬o

Na atualidade, prevalece uma cultura pautada no ideal de consumo e bem-estar, onde o reconhecimento social est associado ideia de sucesso e felicidade. Portanto, n縊 conv駑 ao sujeito falar sobre o seu sofrimento. Logo, se a morte gera sofrimento, ela deve ser silenciada. O interdito da morte ingressou no processo de ensino-aprendizagem dos profissionais de sade, sobretudo dos m馘icos. Esta interdi鈬o faz parte do processo civilizador moderno e est atrelada 灣 conquistas do iluminismo cientfico, que criou socialmente a solid縊 dos moribundos e enlutados. Houve um enfraquecimento dos rituais pblicos em torno da morte e, consequentemente, um fortalecimento da medicaliza鈬o pela ci麩cia. A morte passou a ser medicalizada, por meio de tecnologias, assim como o luto. Contudo, n縊 h como negar a tristeza gerada pela morte de um familiar. Freud entoa a relev穗cia do exame de realidade e o fator tempo. O autor aponta que justamente entrando em contato com os sentimentos que envolvem a perda de um ente querido que se possibilita a elabora鈬o do luto. Diante disso, o presente trabalho tem o objetivo de problematizar como a morte e o luto s縊 retratados nos dias atuais e nas institui鋏es hospitalares e seu impacto sobre as pessoas que vivenciam uma experi麩cia de perda de um ente querido.



Caractersticas

  • Ano: 2021
  • Autor: PRISCILA CRISTINA GOMES DRUMOND SILVEIRA
  • Selo: Dial騁ica
  • ISBN: 9786525215075
  • Nコ de P疊inas: 144
  • Capa: Flexvel


Coment疵ios e Avalia鋏es

Deixe seu comentário e sua avalia鈬o







- M痊imo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avalia鈬o:
Enviar
Fa軋 seu login e comente.

Na atualidade, prevalece uma cultura pautada no ideal de consumo e bem-estar, onde o reconhecimento social est associado ideia de sucesso e felicidade. Portanto, n縊 conv駑 ao sujeito falar sobre o seu sofrimento. Logo, se a morte gera sofrimento, ela deve ser silenciada. O interdito da morte ingressou no processo de ensino-aprendizagem dos profissionais de sade, sobretudo dos m馘icos. Esta interdi鈬o faz parte do processo civilizador moderno e est atrelada 灣 conquistas do iluminismo cientfico, que criou socialmente a solid縊 dos moribundos e enlutados. Houve um enfraquecimento dos rituais pblicos em torno da morte e, consequentemente, um fortalecimento da medicaliza鈬o pela ci麩cia. A morte passou a ser medicalizada, por meio de tecnologias, assim como o luto. Contudo, n縊 h como negar a tristeza gerada pela morte de um familiar. Freud entoa a relev穗cia do exame de realidade e o fator tempo. O autor aponta que justamente entrando em contato com os sentimentos que envolvem a perda de um ente querido que se possibilita a elabora鈬o do luto. Diante disso, o presente trabalho tem o objetivo de problematizar como a morte e o luto s縊 retratados nos dias atuais e nas institui鋏es hospitalares e seu impacto sobre as pessoas que vivenciam uma experi麩cia de perda de um ente querido.

Deixe seu comentário e sua avalia鈬o







- M痊imo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avalia鈬o:
Enviar
Fa軋 seu login e comente.
  • Ano: 2021
  • Autor: PRISCILA CRISTINA GOMES DRUMOND SILVEIRA
  • Selo: Dial騁ica
  • ISBN: 9786525215075
  • Nコ de P疊inas: 144
  • Capa: Flexvel


Receba nossas promo鋏es por e-mail: