O trabalho na escola e a escola no trabalho: o sentido atribuído ao processo de ensino-aprendizagem por aprendizes de uma escola profissionalizante

O trabalho na escola e a escola no trabalho: o sentido atribuído ao processo de ensino-aprendizagem por aprendizes de uma escola profissionalizante

Autor: Marca: Dialética Referência: 9786525215952

Carregando...
Simulador de Frete
- Calcular frete


 

Descrição

Vigotski afirma que nas possibilidades psicológicas existem três tipos de educação pelo trabalho. O primeiro é a escola de ofícios, que transforma o trabalho em objeto de ensino. O segundo é a escola ilustrativa, em que o trabalho é apenas método e não objetivo de ensino. O terceiro é a educação, em que o trabalho é a própria base do processo educativo.

Para entender os fundamentos psicológicos deste último tipo, este estudo de caso investiga o sentido atribuído aos processos de ensino-aprendizagem pelos aprendizes de uma escola profissionalizante inserida em uma montadora de automóveis. O cenário contrapõe o mundo da produção, marcado pelos interesses do capital e do trabalho, com o mundo da escola, com a intensidade das atividades desenvolvidas, das relações interpessoais e dos processos de ensino-aprendizagem, marcada pelos pressupostos de uma educação voltada para o agir, o sentir e o pensar. A pesquisa teve como aporte a abordagem sócio-histórica para a compreensão dos significados subjetivamente construídos pelo grupo social e do sentido constituído no e do confronto entre as significações sociais vigentes e as vivências pessoais. Este texto levará o leitor a descobrir as relações que contribuíram na construção dos significados dados pelos aprendizes; desvelar a dinâmica da escola, com sua profusão de signos ideológicos; e indagar se o trabalho da escola se imbricou com a ?escola do trabalho?, dominada por contradições utilizadas pelos sujeitos para tecer os sentidos.



Características

  • Ano: 2021
  • Autor: Marco A. Constantino
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786525215952
  • Nº de Páginas: 268


Comentários e Avaliações

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Vigotski afirma que nas possibilidades psicológicas existem três tipos de educação pelo trabalho. O primeiro é a escola de ofícios, que transforma o trabalho em objeto de ensino. O segundo é a escola ilustrativa, em que o trabalho é apenas método e não objetivo de ensino. O terceiro é a educação, em que o trabalho é a própria base do processo educativo.

Para entender os fundamentos psicológicos deste último tipo, este estudo de caso investiga o sentido atribuído aos processos de ensino-aprendizagem pelos aprendizes de uma escola profissionalizante inserida em uma montadora de automóveis. O cenário contrapõe o mundo da produção, marcado pelos interesses do capital e do trabalho, com o mundo da escola, com a intensidade das atividades desenvolvidas, das relações interpessoais e dos processos de ensino-aprendizagem, marcada pelos pressupostos de uma educação voltada para o agir, o sentir e o pensar. A pesquisa teve como aporte a abordagem sócio-histórica para a compreensão dos significados subjetivamente construídos pelo grupo social e do sentido constituído no e do confronto entre as significações sociais vigentes e as vivências pessoais. Este texto levará o leitor a descobrir as relações que contribuíram na construção dos significados dados pelos aprendizes; desvelar a dinâmica da escola, com sua profusão de signos ideológicos; e indagar se o trabalho da escola se imbricou com a ?escola do trabalho?, dominada por contradições utilizadas pelos sujeitos para tecer os sentidos.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.
  • Ano: 2021
  • Autor: Marco A. Constantino
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786525215952
  • Nº de Páginas: 268


Receba nossas promoções por e-mail: