Rapsódia sobre um tema de povo

Rapsódia sobre um tema de povo

Autor: Marca: Dialética Referência: 9786525217741

Carregando...
Simulador de Frete
- Calcular frete


 

Descrição

A obra é composta ao sabor de variações em único movimento, se abastece das características de seu título. As múltiplas tomadas e retomadas dos temas ensejam ao leitor refazer suas próprias reflexões.

E, se o povo é aquele que povoa e, por suposto, ocupa o território – é esse mesmo conjunto de pessoas que termina por estabelecer organização e algoritmos que impõem rotinas e, por esse motivo, induzindo um sentimento de segurança.

Essas rotinas permitem a produção de instituições (aquilo que perdura), que retém a memória das variações e as transformam – também – em rotinas e, ao se esquecerem da origem dos costumes – acabam por impor formas arcaicas como pauta de conduta.

E se o conjunto das instituições mais os símbolos criados para dar o sentido de pátria acaba por constituir o que se designa por Estado, de resto mais durável que a transiência dos governos – é esse mofo crescido sobre os institutos que acaba por roubar legitimidade ao Estado, embora permaneça sua legitimidade.



Características

  • Ano: 2021
  • Autor: Pedro Teruji
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786525217741
  • Nº de Páginas: 80


Comentários e Avaliações

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

A obra é composta ao sabor de variações em único movimento, se abastece das características de seu título. As múltiplas tomadas e retomadas dos temas ensejam ao leitor refazer suas próprias reflexões.

E, se o povo é aquele que povoa e, por suposto, ocupa o território – é esse mesmo conjunto de pessoas que termina por estabelecer organização e algoritmos que impõem rotinas e, por esse motivo, induzindo um sentimento de segurança.

Essas rotinas permitem a produção de instituições (aquilo que perdura), que retém a memória das variações e as transformam – também – em rotinas e, ao se esquecerem da origem dos costumes – acabam por impor formas arcaicas como pauta de conduta.

E se o conjunto das instituições mais os símbolos criados para dar o sentido de pátria acaba por constituir o que se designa por Estado, de resto mais durável que a transiência dos governos – é esse mofo crescido sobre os institutos que acaba por roubar legitimidade ao Estado, embora permaneça sua legitimidade.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.
  • Ano: 2021
  • Autor: Pedro Teruji
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786525217741
  • Nº de Páginas: 80


Receba nossas promoções por e-mail: