Rotas do Sertão: Patativa do Assaré e Euclides da Cunha entre identidade e representação

Rotas do Sertão: Patativa do Assaré e Euclides da Cunha entre identidade e representação

Autor: Marca: Dialética Referência: 9786588066294

Carregando...
 
Simulador de Frete
- Calcular frete


 

Descrição

O tema do sertão e da identidade sertaneja traz, à tona, diversas discussões feitas por historiadores e literatos que viram a importância de se analisar o sentido e o percurso histórico desta temática. Sendo alvo de abordagens desde o século XIX, o sertão não se constitui apenas em uma expressão utilizada por esses estudiosos, mas em um mito que se desenvolveu durante séculos, começando pela colonização dos portugueses no Brasil, crescendo literariamente e historicamente entre escritores e poetas populares. Patativa do Assaré e Euclides da Cunha são representantes do "mérito" nacional existente neste mito, constituído numa imagem ambivalente e paradoxal, como lugar do desconhecido e do estranhamento, e que se configura de forma idealizada no modelo de identidade nacional. O principal objetivo deste livro é analisar a visão e a percepção literária dos dois autores sobre a temática do sertão e da identidade sertaneja, configurando-se pela performance individual de cada um e pelas relações e interconexões existentes em suas cosmovisões, também o seu universo simbólico específico, numa ótica impregnada da leitura e apropriação que esses autores fazem ao expressar uma subjetividade na coletividade no âmbito da cultura brasileira.


Características

Características


  • Ano: 2020
  • Autor: Ady Sá Teles Santana
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786588066294
  • Nº de Páginas: 172


Comentários e Avaliações

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.
O tema do sertão e da identidade sertaneja traz, à tona, diversas discussões feitas por historiadores e literatos que viram a importância de se analisar o sentido e o percurso histórico desta temática. Sendo alvo de abordagens desde o século XIX, o sertão não se constitui apenas em uma expressão utilizada por esses estudiosos, mas em um mito que se desenvolveu durante séculos, começando pela colonização dos portugueses no Brasil, crescendo literariamente e historicamente entre escritores e poetas populares. Patativa do Assaré e Euclides da Cunha são representantes do "mérito" nacional existente neste mito, constituído numa imagem ambivalente e paradoxal, como lugar do desconhecido e do estranhamento, e que se configura de forma idealizada no modelo de identidade nacional. O principal objetivo deste livro é analisar a visão e a percepção literária dos dois autores sobre a temática do sertão e da identidade sertaneja, configurando-se pela performance individual de cada um e pelas relações e interconexões existentes em suas cosmovisões, também o seu universo simbólico específico, numa ótica impregnada da leitura e apropriação que esses autores fazem ao expressar uma subjetividade na coletividade no âmbito da cultura brasileira.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Características


  • Ano: 2020
  • Autor: Ady Sá Teles Santana
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786588066294
  • Nº de Páginas: 172


Receba nossas promoções por e-mail: