A mitologia do conceito: a relação entre religião e filosofia na Fenomenologia do Espírito de Hegel

A mitologia do conceito: a relação entre religião e filosofia na Fenomenologia do Espírito de Hegel

Autor: Marca: Dialética Referência: 9786525249971

Carregando...
Simulador de Frete
- Calcular frete


 

Descrição

 Esta obra é, em primeiro lugar, um estudo crítico e detalhado da Fenomenologia do Espírito, de Hegel, e pode servir como introdução ou guia complementar à leitura da obra máxima hegeliana. Mas ela não se concentra somente em uma análise das “figuras de consciência” que povoam a obra, mas investiga a relação ambivalente entre religião e filosofia no interior do processo hegeliano da formação do Espírito absoluto. Tanto a religião quanto a filosofia possuem a mesma substância – o Espírito absoluto –, embora em formas distintas: a saber, na forma da representação simbólica ou do conceito. Nosso trabalho é comparar ambas as possibilidades e ainda entender a superação que se indica no final da obra na passagem da religião ao saber absoluto. O Absoluto hegeliano é o conceito, no qual se atinge ao final da jornada da Fenomenologia do Espírito o saber absoluto. O saber absoluto é a superação da religião. O presente trabalho visa demonstrar o processo de autoformação do Espírito absoluto, ou seja, a autoformação do conhecimento metafísico, tal como é entendido por Hegel. Dessa forma, visamos entender o que significa o saber absoluto e porque ele é capaz de superar a religião. Qual é o posicionamento de Hegel em relação à religião? Por que e como ela é superada pelo saber absoluto?



Características

  • Ano: 2022
  • Autor: João Gabriel Paixão
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786525249971
  • Nº de Páginas: 120


Comentários e Avaliações

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

 Esta obra é, em primeiro lugar, um estudo crítico e detalhado da Fenomenologia do Espírito, de Hegel, e pode servir como introdução ou guia complementar à leitura da obra máxima hegeliana. Mas ela não se concentra somente em uma análise das “figuras de consciência” que povoam a obra, mas investiga a relação ambivalente entre religião e filosofia no interior do processo hegeliano da formação do Espírito absoluto. Tanto a religião quanto a filosofia possuem a mesma substância – o Espírito absoluto –, embora em formas distintas: a saber, na forma da representação simbólica ou do conceito. Nosso trabalho é comparar ambas as possibilidades e ainda entender a superação que se indica no final da obra na passagem da religião ao saber absoluto. O Absoluto hegeliano é o conceito, no qual se atinge ao final da jornada da Fenomenologia do Espírito o saber absoluto. O saber absoluto é a superação da religião. O presente trabalho visa demonstrar o processo de autoformação do Espírito absoluto, ou seja, a autoformação do conhecimento metafísico, tal como é entendido por Hegel. Dessa forma, visamos entender o que significa o saber absoluto e porque ele é capaz de superar a religião. Qual é o posicionamento de Hegel em relação à religião? Por que e como ela é superada pelo saber absoluto?

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.
  • Ano: 2022
  • Autor: João Gabriel Paixão
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786525249971
  • Nº de Páginas: 120


Receba nossas promoções por e-mail: