Justiça Social na Educação: Política, Epistemologias pessoais e Atitudes de ensino

Justiça Social na Educação: Política, Epistemologias pessoais e Atitudes de ensino

Autor: Marca: Dialética Referência: 9786525241319

Carregando...
Simulador de Frete
- Calcular frete


 

Descrição

O livro “Justiça Social na Educação”, de Alfredo Rheingantz, apresenta quatro dimensões de ação em direção à justiça social: a educação como política de uma sociedade, a epistemologia pessoal dos professores dando direção a suas atitudes pedagógicas, a mudança exigida pela conexão da escola com a penitenciária e a criminalização da disciplina escolar, e a urgência de novos temas no currículo do ensino médio. É um apelo pela justiça social nos EUA, propondo linhas de ação onde avancem o diálogo, o networking e a conversação em torno de questões de justiça e equidade para liderar a mudança sistêmica e promover a diversidade de pessoas, pensamento, experiência e expressão. 

Rheingantz trata da metamorfose na educação, de gerar o derretimento de uma época e o surgimento de uma nova epistemologia e uma nova filosofia da educação. Ele aponta para um novo arranjo de insights, valores e crenças em direção a uma mudança paradigmática, de uma biosfera sem mente para uma que vem através e a partir do processo mental humano. 

Apresenta caminhos para verificar e estimular possíveis mudanças nas crenças de professores, e para transformar uma escola a partir da compreensão e do estudo da epistemologia. A prática da “Pesquisa Ação Participativa” conectada à epistemologia pessoal é apresentada como exercício para o desenvolvimento de habilidades dos educadores: investigação, auto inquirição e mentalidade de pesquisador qualitativo. 



Características

  • Ano: 2022
  • Autor: Alfredo Rheingantz
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786525241319
  • Nº de Páginas: 164


Comentários e Avaliações

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

O livro “Justiça Social na Educação”, de Alfredo Rheingantz, apresenta quatro dimensões de ação em direção à justiça social: a educação como política de uma sociedade, a epistemologia pessoal dos professores dando direção a suas atitudes pedagógicas, a mudança exigida pela conexão da escola com a penitenciária e a criminalização da disciplina escolar, e a urgência de novos temas no currículo do ensino médio. É um apelo pela justiça social nos EUA, propondo linhas de ação onde avancem o diálogo, o networking e a conversação em torno de questões de justiça e equidade para liderar a mudança sistêmica e promover a diversidade de pessoas, pensamento, experiência e expressão. 

Rheingantz trata da metamorfose na educação, de gerar o derretimento de uma época e o surgimento de uma nova epistemologia e uma nova filosofia da educação. Ele aponta para um novo arranjo de insights, valores e crenças em direção a uma mudança paradigmática, de uma biosfera sem mente para uma que vem através e a partir do processo mental humano. 

Apresenta caminhos para verificar e estimular possíveis mudanças nas crenças de professores, e para transformar uma escola a partir da compreensão e do estudo da epistemologia. A prática da “Pesquisa Ação Participativa” conectada à epistemologia pessoal é apresentada como exercício para o desenvolvimento de habilidades dos educadores: investigação, auto inquirição e mentalidade de pesquisador qualitativo. 

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.
  • Ano: 2022
  • Autor: Alfredo Rheingantz
  • Selo: Dialética
  • ISBN: 9786525241319
  • Nº de Páginas: 164


Receba nossas promoções por e-mail: