Revolucion疵ios & democratas: viv麩cias e representa鋏es (1960-1980)

Revolucion疵ios & democratas: viv麩cias e representa鋏es (1960-1980)

Autor: Marca: Dial騁ica Refer麩cia: 9786525213804

Carregando...
Simulador de Frete
- Calcular frete


 

Descri鈬o

Nas primeiras d馗adas do s馗ulo XX, subvers縊 era frequentemente tomada por sinonmia de 'estrangeiro', nomeadamente os anarquistas. Aps a Revolu鈬o Russa de 1917 e com a funda鈬o do Partido Comunista do Brasil em 1922, essa representa鈬o foi "colada" na figura de seus adeptos e simpatizantes, como portadores de ideologias aliengenas que contaminavam os nacionais. Com o advento do Estado Novo e a 'ades縊'de Getlio ao lado americano da Segunda Guerra Mundial, somaram-se a estes os integralistas e os imigrantes de origem em pases do eixo. Uma vez desarticulados os "camisas verdes" ainda durante a ditadura de Vargas, e terminada a guerra, coube aos "vermelhos" e assemelhados o papel de principais "desagregadores da ordem social", sobremaneira agravado pela fracassada tentativa de tomada do poder em 1935, conhecida por "Intentona". Desde ent縊, a figura do "comunista" det駑 a chancela de "subversor" maior que povoa a mente de boa parte do imagin疵io nacional. Este livro busca trazer uma contribui鈬o desmitifica鈬o dessa figura supostamente sem rosto e "inimigo da civiliza鈬o crist ocidental", contando a histria de homens e mulheres que, na busca por um mundo para al駑 da lgica do capital, se viram na prem麩cia de pensar a democracia ante as formas autorit疵ias que contaminavam as vises de mundo predominantes no espectro ideolgico de ent縊, direita ou esquerda, em um processo sempre inacabado, inerente 灣 experi麩cias genuinamente democr疸icas de organiza鈬o social.



Caractersticas

  • Ano: 2021
  • Autor: Reginaldo Fernandes
  • Selo: Dial騁ica
  • ISBN: 9786525213804
  • Nコ de P疊inas: 272


Coment疵ios e Avalia鋏es

Deixe seu comentário e sua avalia鈬o







- M痊imo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avalia鈬o:
Enviar
Fa軋 seu login e comente.

Nas primeiras d馗adas do s馗ulo XX, subvers縊 era frequentemente tomada por sinonmia de 'estrangeiro', nomeadamente os anarquistas. Aps a Revolu鈬o Russa de 1917 e com a funda鈬o do Partido Comunista do Brasil em 1922, essa representa鈬o foi "colada" na figura de seus adeptos e simpatizantes, como portadores de ideologias aliengenas que contaminavam os nacionais. Com o advento do Estado Novo e a 'ades縊'de Getlio ao lado americano da Segunda Guerra Mundial, somaram-se a estes os integralistas e os imigrantes de origem em pases do eixo. Uma vez desarticulados os "camisas verdes" ainda durante a ditadura de Vargas, e terminada a guerra, coube aos "vermelhos" e assemelhados o papel de principais "desagregadores da ordem social", sobremaneira agravado pela fracassada tentativa de tomada do poder em 1935, conhecida por "Intentona". Desde ent縊, a figura do "comunista" det駑 a chancela de "subversor" maior que povoa a mente de boa parte do imagin疵io nacional. Este livro busca trazer uma contribui鈬o desmitifica鈬o dessa figura supostamente sem rosto e "inimigo da civiliza鈬o crist ocidental", contando a histria de homens e mulheres que, na busca por um mundo para al駑 da lgica do capital, se viram na prem麩cia de pensar a democracia ante as formas autorit疵ias que contaminavam as vises de mundo predominantes no espectro ideolgico de ent縊, direita ou esquerda, em um processo sempre inacabado, inerente 灣 experi麩cias genuinamente democr疸icas de organiza鈬o social.

Deixe seu comentário e sua avalia鈬o







- M痊imo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avalia鈬o:
Enviar
Fa軋 seu login e comente.
  • Ano: 2021
  • Autor: Reginaldo Fernandes
  • Selo: Dial騁ica
  • ISBN: 9786525213804
  • Nコ de P疊inas: 272


Receba nossas promo鋏es por e-mail: